Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Lista com exonerações deve ser publicada nesta semana

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

24 junho 2019 - 00h05

Inquérito – Após inquérito para apurar suposto esquema de superfaturamento em contratos firmados com empresas, a Câmara de Vereadores de Deodápolis volta mais uma vez à mira do Ministério Público Estadual, desta vez, o objetivo é investigar a existência e eficiência de controle interno de pessoas na Casa. 

Nepotismo – A intenção do MP é saber se ocorre no local a adoção de medidas preventivas e repressivas em relação ao combate de práticas de nepotismo e acúmulo indevido de cargo público. 

Mantido – O vice-governador Murilo Zauith continua à frente do DEM em Mato Grosso do Sul conforme determinação nacional até a realização da nova convenção partidária, que deve ocorrer em outubro. O partido está com a executiva vencida desde maio. 

Provisória - A comissão provisória segue com a mesma composição. Além de Zauith presidente e o deputado estadual Zé Teixeira como vice, a direção do partido em MS tem ainda como nomes de peso o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Agenda – A Assembleia Legislativa de MS realiza amanhã, às 19h30, sessão solene alusiva aos 40 anos da Casa. Durante o ato, serão homenageados deputados estaduais que promulgaram a primeira Constituição sul-mato-grossense. 

Lava-Jato – A procuradora da República lotada em Naviraí, Paloma Alves Ramos, integrará a força-tarefa da Lava Jato em São Paulo, conforme informa o jornal Folha de São Paulo. 

Recomendação – O presidente da Câmara de Dourados, Alan Guedes (DEM), deve responder até quarta-feira se acata ou não a recomendação feita pelo Ministério Público Estadual para suspender as sessões de julgamento de quatro vereadores investigados por suspeita de participar de esquemas de fraudes em licitações.  

Listão – Também continua a expectativa nesta semana pelo ‘listão’ dos servidores comissionados que serão cortados pela prefeitura. Há quase um mês, decreto assinado pela prefeita Délia Razuk (PR) dava prazo de 15 dias para secretários informarem nomes deixariam de prestar serviço ao Município. 

Definido – Os cortes, conforme mostrado pelo Dourados News, já foram encaminhados à administração e os comissionados já começam a ser avisados sobre a não permanência na função exercida. 
 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Reunião para tratar cortes no aeroporto tem ‘sessão nostalgia’
Deputados federais de MS custaram mais de R$ 5,7 milhões em 2019
MP nega arquivamento de Inquérito que apura falta de médicos nos postos de saúde
Derrotado nas urnas em 2016 cuidará de departamento em Dourados
De olho na prefeitura, deputado diz que não há convite do DEM a Délia

Mais Lidas

DOURADOS
Homem morre após bater moto em carro parado na Marcelino Pires
AMAMBAI
Morto a tiros em frente a conveniência era 'braço direito' de Jarvis Pavão
RIBAS DO RIO PARDO
Avô e neta morrem após caminhonete bater de frente em carreta
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163