Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Kombucha: o probiótico da vez

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

29 julho 2019 - 00h03

Um alimento que vem se popularizando no Brasil e que está dentro das tendências atuais de mercado é a kombucha, uma bebida doce fermentada de origem asiática, à base de chá́ verde e/ou chá́ preto. Ela é resultado da fermentação de uma associação simbiótica de bactérias (primordialmente por bactérias acéticas) e leveduras, onde se forma uma película chamada SCOBY (Symbiotic Culture of Bacteria and Yeasts), que realizam várias reações bioquímicas durante sua fermentação.

Esses microrganismos proporcionam um sabor diferente ao chá fermentado, tornando-o ácido e após a fermentação, transforma-se em uma bebida rica em probióticos naturalmente frisante, saborosa e muito refrescante.

A bebida é rica em vitamina B, ácido acético, glucurônico, lático e entre outros, conhecida por facilitar a digestão e a absorção de nutrientes, além da recuperação da flora intestinal. O kombucha sempre foi conhecido como um tônico natural, uma vez que ele ajuda a fortalecer o sistema imunológico e melhorar o funcionamento intestinal.

Os probióticos também possuem grande quantidade de antioxidantes, ajudando e protegendo o organismo de doenças inflamatórias.

Muitos questionam se o kombucha emagrece, isso é um mito, a bebida tem ganhado cada vez mais adeptos por seus diversos benefícios para a saúde, sendo o principal deles o auxílio no bom funcionamento intestinal, aumentando a sensação de bem-estar. Mas é mito achar que o kombucha é responsável pela perda de peso. Ele contém ácidos importantes para a flora intestinal, além de algumas vitaminas e aminoácidos, mas se não houver uma alimentação adequada aliada a uma vida saudável, o kombucha sozinho não tem esse poder.

Por fim, as características da kombucha variam muito pois estão dependentes de diversos fatores, tais como o tipo de chá́ utilizado como base, os microrganismos presentes na “mãe da kombucha” e o tempo de fermentação.

*Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alho: um poderoso fitoterápico
O que você não sabia sobre dietas restritivas
A importância do café da manhã para crianças e adolescentes
Como a alimentação pode auxiliar a minimizar os sintomas do tempo seco
O que são e como controlar os triglicerídeos?

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida