Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Hipertensão Arterial: uma das principais causas de morte no país

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

01 julho 2019 - 00h03
Trinta e quatro mortes por hora, 829 óbitos por dia e mais de 302 mil óbitos no ano de 2017, esses são os dados do Ministério da Saúde em relação ao retrato das doenças cardiovasculares no Brasil (infarto, hipertensão, AVC e outras enfermidades), que têm como principal fator de risco a hipertensão arterial, a “pressão alta” como é popularmente conhecida, que afeta pelo menos um a cada quatro adultos no país.
 
A hipertensão arterial ocorre quando a pressão do sangue aumenta dentro das artérias. Ela tem relação direta com a alimentação. Hábitos alimentares saudáveis podem diminuir consideravelmente o surgimento das consequências da hipertensão, como o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral (derrame).
 
Embora 90% dos homens e 70% das mulheres consumam mais sal do que o máximo recomendado, 85,1% dos brasileiros adultos consideram seu consumo de sal adequado. Esses dados são da pesquisa Vigitel 2017 (inquérito telefônico realizado com maiores de 18 anos nas capitais brasileiras), que reforçam o alerta sobre o uso excessivo do sal e a percepção desse consumo.
 
Confira dicas para melhorar a qualidade de vida de hipertensos:
 
É importante aferir a pressão regularmente;
 
Pratique atividades físicas todos os dias! Movimenta-se!
 
Mantenha o peso no ideal, evite a excesso de peso.
 
Adote alimentação saudável: pouco sal e frituras e mais frutas, verduras e legumes.
 
Reduza o consumo de álcool. Se possível, não beba.
 
Abandone o cigarro.
 
Nunca pare o tratamento, é para a vida toda.
 
Siga as orientações do seu médico ou profissional da saúde.
 
Evite o estresse. Tenha tempo para a família, os amigos e o lazer.
 
Ame e seja amado.
 
No mais saiba que na maioria dos indivíduos a hipertensão arterial não causa sintomas. Quando um indivíduo apresenta uma hipertensão arterial grave ou prolongada e não tratada, apresenta dores de cabeça, vômito, dispnéia ou falta de ar, agitação e visão borrada decorrência de lesões que afetam o cérebro, os olhos, o coração e os rins. Cuide-se!
 
*Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

O que são e como controlar os triglicerídeos?
Não como saladas e nem frutas, e agora?
Vitamina K: pouco conhecida, porém muito importante!
Colesterol: como controlar?
Desperdício de alimentos: o que eu tenho a ver com isso?

Mais Lidas

POLÍCIA
PRF apreende caminhonete com cerca de 3 toneladas de maconha
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
DOURADOS
Justiça concede liberdade a mulher que liderava quadrilha presa com 1t de maconha
DOURADOS
Preso que fugiu da PED realizava serviço com outros 10 internos