Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Gestão sem rumo: Délia tem quase metade do secretariado de interinos

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

15 janeiro 2019 - 23h03

Diárias – Mesmo com boa parte do período em recesso por conta das festas de final de ano, o Ministério Público Estadual desembolsou R$ 220.864,00 em diárias pagas a seus servidores em dezembro. Já os custos com passagens, chegaram a R$ 32.761,10.

Xadrez – Ex-secretário de Fazenda no governo Délia Razuk (PR), João Fava Neto não completou um mês fora da prisão e teve a liminar de seu habeas corpus cassada pela Justiça. Ele deve voltar à Campo Grande, onde estava desde que foi transferido da PED, no dia 16 de novembro.

Convite – A ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM/MS) disse que convidará a modelo Gisele Bündchen para ocupar o cargo de embaixadora do Brasil na divulgação à produção nacional de alimentos dentro dos parâmetros de preservação à natureza. 

Você decide – Parece um capítulo do programa de TV exibido pela Globo na década de 1990, mas não. A prefeitura de Bonito fez uma enquete com a população local para que eles possam escolher entre a realização do Carnaval de rua no município ou a aquisição de uma ambulância para atender a Secretaria de Saúde local. 

Interinos – Com a saída de Marcos Roberto Soares da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e a não nomeação de um titular para a pasta, a prefeita Délia Razuk (PR) tem agora cinco, das 12 secretarias, comandadas por servidores interinos.  Kallen Christiany Miranda Ferreira assume o posto deixado pelo ex-titular. 

Mais interinos – Além dela, na Assistência Social ocupa a vaga que era de Landmark Rios, Maria Fátima Silveira de Alencar, enquanto na Saúde, o adjunto Vagner da Silva Costa está à frente. A Secretaria de Obras Públicas está a cargo de Carlos Augusto Dobes Vieira e a Semsur com Roberto Pereira da Silva. 

Prejuízo – Com quase metade do primeiro escalão ocupado por servidores fazendo papel de ‘tampão’, fica complicado prever ações que possam melhorar a cara do município nesse momento. A sensação de abandono por parte do poder público em vários pontos é visível e muito reclamada pela população. 

Ponte – O senador em final de mandato, Pedro Chaves (PRB), tem se encontrado com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para discutir como funcionará o escritório de relações institucionais e estratégicos do MS em Brasília (DF). O parlamentar, que deixa o cargo no dia 31 de janeiro, será o responsável por essa articulação com a União na Capital federal. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Favorável a ampliação enquanto vereadora, Délia agora quer diminuir perímetro urbano
Relacionamento entre correligionários é cada vez pior
Sugestão de secretário pega mal dentro da prefeitura
Senadora volta a “ignorar” correligionários e mantém exposto racha no PSL de MS
Eleição para conselheiro tutelar tem tumulto e vereador hostilizado

Mais Lidas

DOURADOS
Comandante da Guarda manda recolher modelos de espingardas que causaram morte de homem
CORUMBÁ
Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes
DOURADOS
Homem é espancado por grupo no Centro durante roubo
PEDRO JUAN
Motorista de aplicativo é morto com 15 tiros na fronteira