Menu
Busca segunda, 19 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Bigolin
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Ganho de peso na menopausa

contatonutrifernanda@gmail.com

13 novembro 2017 - 00h02

A menopausa (ou o término da vida reprodutiva) é vista como algo temeroso para a maioria das mulheres, por estar fortemente associada ao envelhecimento, ganho de peso e problemas de saúde. Muitos sinais e sintomas estão associados na menopausa, além da famosa onda de calor, suor noturno, irritabilidade, ansiedade, insônia e cansaço, observam-se também a queda do estrogênio circulante, redução de massa magra (músculos) e aumento de massa adiposa (gordura).

Alguns autores relatam que a cessação da função ovariana provoca redução do metabolismo e do gasto energético no exercício, além de estimular o acúmulo de gordura no organismo, contribui também para o maior risco de obesidade e doença cardiovascular em mulheres na menopausa. 

Curiosamente o acúmulo de gordura se dá especialmente na região do abdômen e embora a percepção da maior parte das mulheres seja o ganho de peso com a terapia hormonal, a maioria dos estudos indica que a terapia de reposição diária com estrógeno e progesterona nem previna e nem aumente o ganho de peso.

Outro fator existente, ainda que a menopausa favoreça o ganho de peso, a maioria dos estudos indica que grande parte das mulheres chega à menopausa já com sobrepeso ou obesidade. Tornando a promoção da alimentação saudável e a manutenção do peso adequado fundamentais para promover a saúde e o bem-estar durante toda a vida da mulher, principalmente no período do climatério. Esta é uma fase em que o crescimento e o desenvolvimento orgânico já se efetivaram e a alimentação estimulará e manterá o funcionamento adequado dos diversos órgãos e sistemas.

Por todos esses aspectos, percebemos que o consumo inadequado de alimentos pode contribuir para agravos, como a osteoporose, e o consumo em excesso pode comprometer a saúde com o surgimento da obesidade que, além de ser uma doença crônica, pode aumentar os riscos para o desenvolvimento de hipertensão arterial, Diabetes mellitus e outras. 

Conclui-se que ideal é sempre manter o peso dentro da normalidade e junto ao nutricionista fazer um plano alimentar preventivo, a fim de evitar o ganho de peso na menopausa, onde serão introduzidos alimentos que proporcionam maior saciedade e com menor teor calórico, além de alimentos específicos para menopausa, suplementos se necessários, receitas, orientações individualizadas entre muitas outras adequações.

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News. E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Chá verde: ele pode fazer muito pela sua saúde
A importância da boa nutrição para aumentar a fertilidade
Dicas de como diminuir o sal nas refeições sem perder o sabor
Como escolher o verdadeiro açaí
Curiosidades sobre o glúten

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado gravemente ferido em estrada vicinal
CORONEL SAPUCAIA
Empresário é assassinado com sete tiros na região de fronteira
AMAMBAI
Mulher sai para pegar milho e morre a tiros em estrada vicinal
CENAS LAMENTÁVEIS
Gandula é espancado por jogador em clássico no Morenão