Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Falta documento e autora de denúncia contra Olavo Sul não é localizada

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

03 junho 2019 - 00h04

Número – O partido Novo, em Dourados, tem feito reuniões e campanha nas redes sociais para conseguir chegar ao número de 150 filiados e poder entrar na disputa eleitoral do ano que vem, no município. O prazo para alcançar a quantidade termina no dia 15 de junho e até 26 de maio, 100 pessoas já faziam parte da sigla. 

Imagens – Para buscar esses filiados que restam, vídeos circulam pelas redes com membros do partido percorrendo vários pontos da cidade mostrando problemas enfrentados pelos douradenses, como a cratera da Presidente Vargas, buracos nas ruas e escândalos do poder público.   

Sumiu? – A Câmara tentou notificar Neide Souza Mariano, que aparece em documento protocolado na Casa como autora da denúncia pedindo a cassação de Olavo Sul (Patriota) por falsidade ideológica. Porém, ela não foi encontrada no endereço citado no documento.  

Trâmite – A denúncia, segundo apurado pela Na Lata!, apresenta ausência de alguns documentos necessários para melhor análise dos vereadores antes de ser colocado em votação para a implantação ou não da comissão processante, como ocorreu nos cinco casos anteriores. 

Investigação – Também é investigado se a assinatura contida no documento é mesmo da pessoa que realizou a denúncia contra o parlamentar, que classificou a ofensiva como represália ao seu posicionamento na Câmara. 

Plenário – Diante dos fatos, existe grande possibilidade do pedido de cassação não ser apreciado na sessão de hoje. Para se abrir uma processante, são necessários votos de maioria simples dos vereadores. 

Confusão – Postagem feita pelo vereador Madson Valente (DEM) no Facebook causou confusão na manhã de sexta ao afirmar que o desfile cívico de 7 de setembro seria realizado em Vila Vargas, distrito de Dourados. Muitos acreditaram se tratar daquele evento tradicional que ocorre todos os anos na avenida Marcelino Pires, quando, na verdade, o ato é o realizado na mesma semana nos distritos. 

Palanque – A paralisação dos servidores da segurança pública na manhã de sexta-feira, em Campo Grande, conseguiu unir PT e PSL em protesto. Os deputados estaduais Cabo Almi (PT) e Capitão Condar (PSL) foram às ruas com servidores da segurança pública para pressionar melhorias salariais à categoria. 

Suspenso – A prefeitura de Dourados suspendeu, mais uma vez, o processo licitatório para a contratação de agência de publicidade para atender as demandas do Município. A medida atende pedido da Secretaria de Governo no que diz respeito a ‘análise de aspectos técnicos do procedimento licitatório’, com possibilidade de readequação, caso seja necessário. 

Tucanos – Após disputa nos bastidores pela presidência regional do PSDB em Mato Grosso do Sul com a deputada federal Rose Modesto, o também parlamentar no Congresso, Beto Pereira, foi eleito na sexta-feira como secretário-geral da Executiva Nacional do partido, após convenção realizada em Brasília (DF).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro tem início de governo parecido com administração Délia
Temendo futuro, parlamentar pede ajuda a colegas
TAC obriga postos a doarem combustível em Dourados após aumento abusivo
Deputado diz que se aposenta após mandato: “já deixei a vida pública”
Conversas entre Moro e Dallagnol repercutem entre parlamentares de MS

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos