Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Eleitos que “venderam” nova política na campanha devem começar a dar exemplo

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

10 janeiro 2019 - 23h04

Auxílio – A deputada federal eleita, Rose Modesto (PSDB), protocolou documento abrindo mão do auxílio-mudança pago pela Câmara aos parlamentares em seu primeiro mandato para custeio das despesas. O valor é de R$ 33 mil. 

Renovação – Mato Grosso do Sul elegeu quatro novos deputados federais nas eleições do ano passado. Além de Rose, Beto Pereira (PSDB), Tio Truts (PSL) e Luiz Ovando (PSL) assumem o cargo. Outra ‘novata’ é Bia Cavassa (PSDB), que substitui Tereza Cristina, alçada a ministra da Agricultura. 

Exemplo – Esses novos parlamentares poderiam seguir o exemplo da deputada tucana, principalmente aqueles que bateram tanto na tecla da ‘mudança e renovação’ durante a campanha eleitoral e abdicar do gordo benefício, pago, claro, com o dinheiro do contribuinte. 

Investigação – O Ministério Público instaurou inquérito civil para investigar suposta irregularidade na nomeação de servidores públicos para ocuparem cargos comissionados junto a agência do Detran de Naviraí.

PDV – O governador Reinaldo Azambuja pretende lançar até o próximo mês, o projeto de lei que trata sobre o PDV (Plano de Demissão Voluntária) aos servidores públicos estaduais. 

Comunicação – Derrotado nas urnas no ano passado, o deputado estadual em fim de mandato, Maurício Picarelli (PSDB), pode ser agraciado com cargos dentro do governo estadual ou da própria Assembleia Legislativa, nos setores de comunicação desses poderes. 

Senado – A senadora Simone Tebet (MDB), enfim confirmou que pretende entrar na disputa pela presidência da Casa, desde que o seu partido a apoie nesse projeto. O Congresso volta a funcionar no dia 1º de fevereiro, onde será realizada a sessão para escolha do parlamentar que comandará o Senado por dois anos. 

Reunião – A definição sobre o nome que entrará na disputa, por parte do MDB, deve ocorrer no final do mês, poucos dias antes da eleição. Simone ainda tem como principal concorrente dentro da sigla, o senador Renan Calheiros. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Neno Razuk sai em defesa da mãe na Assembleia
Tucanos e petistas já se movimentam pensando nas eleições municipais
Agora como vereadora, Marinisa tem novo ‘embate’ com educadores
Pressão popular deve ser mantida para Câmara cassar vereadores
MDB quer dar a "volta por cima" usando Puccinelli mais uma vez

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura