Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Eleitos que “venderam” nova política na campanha devem começar a dar exemplo

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

10 janeiro 2019 - 23h04

Auxílio – A deputada federal eleita, Rose Modesto (PSDB), protocolou documento abrindo mão do auxílio-mudança pago pela Câmara aos parlamentares em seu primeiro mandato para custeio das despesas. O valor é de R$ 33 mil. 

Renovação – Mato Grosso do Sul elegeu quatro novos deputados federais nas eleições do ano passado. Além de Rose, Beto Pereira (PSDB), Tio Truts (PSL) e Luiz Ovando (PSL) assumem o cargo. Outra ‘novata’ é Bia Cavassa (PSDB), que substitui Tereza Cristina, alçada a ministra da Agricultura. 

Exemplo – Esses novos parlamentares poderiam seguir o exemplo da deputada tucana, principalmente aqueles que bateram tanto na tecla da ‘mudança e renovação’ durante a campanha eleitoral e abdicar do gordo benefício, pago, claro, com o dinheiro do contribuinte. 

Investigação – O Ministério Público instaurou inquérito civil para investigar suposta irregularidade na nomeação de servidores públicos para ocuparem cargos comissionados junto a agência do Detran de Naviraí.

PDV – O governador Reinaldo Azambuja pretende lançar até o próximo mês, o projeto de lei que trata sobre o PDV (Plano de Demissão Voluntária) aos servidores públicos estaduais. 

Comunicação – Derrotado nas urnas no ano passado, o deputado estadual em fim de mandato, Maurício Picarelli (PSDB), pode ser agraciado com cargos dentro do governo estadual ou da própria Assembleia Legislativa, nos setores de comunicação desses poderes. 

Senado – A senadora Simone Tebet (MDB), enfim confirmou que pretende entrar na disputa pela presidência da Casa, desde que o seu partido a apoie nesse projeto. O Congresso volta a funcionar no dia 1º de fevereiro, onde será realizada a sessão para escolha do parlamentar que comandará o Senado por dois anos. 

Reunião – A definição sobre o nome que entrará na disputa, por parte do MDB, deve ocorrer no final do mês, poucos dias antes da eleição. Simone ainda tem como principal concorrente dentro da sigla, o senador Renan Calheiros. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

“Sessões cheias” devem garantir mandatos de suplentes
Sumido após Itaipu, Marun aparece em documentário na Netflix
Lista com exonerações deve ser publicada nesta semana
Sob intervenção, Funsaud tem comissão de auditoria extinta
“Transparência” causa discussão acalorada entre vereadores

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores