Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Dourados pode ter vereador cassado após oito anos

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

07 maio 2019 - 00h04

Sessão – Sessão agendada para o final da tarde desta terça pode resultar na cassação da vereadora afastada, Denize Portollan (PR), por quebra de decoro parlamentar. Ela foi presa no dia 31 de outubro, dentro da Operação Pregão, que investiga esquema de corrupção no governo municipal. Na época que começaram as investigações, ela atuava como secretária Municipal de Educação. 

Período – Caso ocorra a perda dos direitos políticos – são necessários 13 votos, dos 19 -, Denize será a primeira parlamentar cassada após o escândalo ‘Uragano’, operação desencadeada em setembro de 2010 e que levou à cadeia, o prefeito de Dourados na época, Ari Artuzi, o vice Carlinhos Cantor, vereadores, secretários e empresários do município. 

Cassação – Em março de 2011, seis meses após a operação, cinco dos oito legisladores apontados por envolvimento em corrupção durante o governo Artuzi, foram cassados. São eles Marcelo Barros, Paulo Henrique Bambu, Júlio Artuzi, Humberto Teixeira Júnior e Marcelo Hall. 

Renúncia – Outros quatro, Zezinho da Farmácia, Sidlei Alves, Aurélio Bonato e José Carlos Cimatti, renunciaram ao cargo para não passar pelo julgamento dos colegas da Casa. 

Rito – A sessão que pode resultar na cassação de Denize Portollan terá início às 17h, onde será lido o processo e posteriormente aberto para fala dos vereadores interessados, passando em seguida à defesa, que terá 2h para se pronunciar. Logo após, ocorre a votação, em aberto. O parecer da comissão processante, formada pelos vereadores Romualdo Ramin (PDT), Maurício Lemes (PSB) e Bebeto (PR), é pela cassação. 

Popular – Também é aguardada grande movimentação popular no local, não só no julgamento da vereadora afastada, como em todos os outros casos, levando a presidência da Casa a solicitar maior aparato de segurança por parte dos órgãos públicos e a contratação de uma empresa privada. 

Enquete – Dos 942 internautas que responderam enquete proposta pelo Dourados News, 91,08% acredita que a cobrança de R$ 100 pela tag para estacionamento na região central do município é abusiva. Já 6,16% acreditam que a ausência de outras formas de valores é arbitrária, enquanto 2,76% se posicionaram como ‘normal’ o preço pago.

Corte – A prefeita Délia Razuk (PR) voltou a apresentar a intenção de diminuir gastos no município. Entre os pontos a economizar, a diminuição de 5% na folha de pagamento e a redução de valores de contratos com prestadoras de serviço, em 15%, totalizando, conforme anunciou a atual gestão, R$ 45 milhões ainda este ano. 

Alianças – Novo presidente regional do PSDB, o secretário de articulação política do governador Reinaldo Azambuja, Sérgio de Paula, não descarta a intenção do partido em disputar as eleições de 2020 em Dourados com candidatura própria, porém, também vê a possibilidade de alianças com partidos ‘parceiros’ do governo estadual, como o DEM e o MDB. 

Saúde – Diante do bloqueio de R$ 20 milhões do governo federal para a construção do Hospital da Mulher e da Criança, anexo ao HU, vale lembrar que, no dia 8 de março, em visita a Dourados, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandeta (DEM), disse que as obras no local não seriam paralisadas por falta de dinheiro. Cabe agora ao ministro questionar a medida tomada pelo seu colega de governo, o ministro da Fazenda, Paulo Guedes. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Escudeiro fiel, Marun diz que ainda tem falado com Temer
CPI que gerou polêmica pode ser instaurada ainda esta semana
Debutantes na AL e Congresso travam ‘arranca-rabo’ virtual
Em manhã atípica para moradores, ‘silêncio’ chama atenção em dia de operação
Proposta de CPI continua gerando polêmica

Mais Lidas

BR-163
Motorista morre ao bater de frente com carreta em Dourados
DOURADOS
Acidente mata uma pessoa próximo a Embrapa
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado
DOURADOS
Morto em acidente prestava serviços a indústria e teria invadido pista contrária