Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Deputado promete bomba, entrega “traque” e expõe empresário nomeado em seu gabinete

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

11 setembro 2019 - 00h04

Áudio – Quem assiste as sessões da Câmara de Dourados pela internet vem sofrendo com a péssima qualidade do áudio durante a transmissão. O problema tem ocorrido com frequência e na sessão de segunda-feira foi impossível acompanhar o trabalho dos parlamentares. 

Promessa – O deputado federal Loester Trutis (PSL) anunciou que revelaria uma ‘bomba’, ontem, no caso Adélio Bispo, preso em Campo Grande desde o ano passado após desferir golpe de faca no então candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), durante campanha em Minas Gerais. 

Puff! – Porém, o estardalhaço propagandeado pelo parlamentar não passou de um ‘traque’ e nada de novo traz nas investigações sobre a situação, a cargo da Polícia Federal. Na verdade, Trutis volta ao tempo como nos filmes de ‘bang-bang’, oferecendo R$ 100 mil para quem revelar algo verídico sobre um suposto mandante do crime. 

Perguntas – Em vídeo postado ontem na rede social, o deputado faz questionamentos [os mesmos que foram feitos há meses] e apontamentos sobre possíveis rivais políticos de Bolsonaro [sem citar nomes] que teriam bancado financeiramente Adélio Bispo para cometer tal ação. 

Exposição – Para oferecer o ‘prêmio’, o parlamentar ainda posou ao lado do empresário Ciro Nogueira Fidelis, que também é comissionado em seu gabinete em Brasília (DF) com remuneração, líquida, de R$ 12.595,83, conforme o portal da transparência da Casa.

Licitação – Recomendação do TCE (Tribunal de Contas do Estado) fez com que a prefeitura abortasse a megalicitação de aproximadamente R$ 40 milhões para execução de limpeza das vias públicas e distritos de Dourados. No dia 15 de agosto, o Tribunal já havia recomendado a suspensão de outra contratação, desta vez para higiene e limpeza das unidades da Rede Municipal de Ensino, orçada em pouco mais de R$ 12 milhões

Mudanças – Com os retornos de Marcelo Mourão (PRP) e Marinisa Mizoguchi (PSB) nas vagas de Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), respectivamente, a Câmara de Dourados precisou refazer a nomeação de membros de cinco comissões permanentes do legislativo. 

Quais – Marinisa compõe agora as comissões de Educação e Assistência Social da Casa, enquanto Mourão assume o posto nas de Controle e Eficácia Legislativa, Indígena e Afrodescendente e, por fim, Habitação e Patrimônio Público. 

Visita – Por falar em Câmara, o deputado federal Luiz Ovando (PSL), esteve na sede do Legislativo douradense na noite de segunda-feira e participou da sessão, ocupando a tribuna da Casa. No discurso, como sempre, promessas para melhorias da saúde pública local, que vive o caos. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mudança não implica em perda de apoio, mas Délia fica sem correligionário na Câmara
“Chapa esquenta” durante sessão e deputados têm debates acalorados na ALMS
Após agenda cancelada, ministro deve vir a Dourados em outubro
Deputado pode estar voltando para "antiga casa"
Aos poucos, estratégias são montadas visando 2020 e 22

Mais Lidas

POLÍCIA
PRF apreende caminhonete com cerca de 3 toneladas de maconha
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
DOURADOS
Justiça concede liberdade a mulher que liderava quadrilha presa com 1t de maconha
DOURADOS
Preso que fugiu da PED realizava serviço com outros 10 internos