Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Cuidados com a alimentação na terceira idade

contatonutrifernanda@gmail.com

04 março 2018 - 23h02
As mudanças que o corpo sofre durante a terceira idade exigem uma alimentação diferente das outras fases da vida, pois o processo de envelhecimento vem acompanhado de uma série de mudanças na função hormonal, no metabolismo energético e na atividade diária, o que afeta a necessidade de nutrientes.
 
Nessa fase, olfato e paladar ficam progressivamente comprometidos. A produção de saliva também é reduzida e aparecem as dificuldades no processo de mastigação e deglutição, que causam impacto significativo na quantidade e qualidade da ingestão do alimento. Além disso, a presença de doenças crônicas pode levar a restrições dietéticas, que associadas ao uso de diversos medicamentos, reduzem o apetite ou interferem na absorção de vitaminas e minerais. 
 
Diversas pesquisas demonstram que existe uma deficiência de vitaminas e minerais em pessoas acima de 65 anos, que são atribuídas aos fatores socioeconômicos, às doenças, às alterações do modo de vida e aos hábitos alimentares
 
Então quais cuidados obter na alimentação do idoso? Um cuidado importante é incluir gorduras boas no dia a dia, pois previnem as doenças cardiovasculares e ainda garantem o fortalecimento do sistema nervoso central, beneficiando a memória e a concentração. Podem ser encontradas no azeite de oliva, abacate, nas oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas), sementes (linhaça, chia, gergelim), entre outros. 
 
Investir nas fibras alimentares também é essencial, na terceira idade o intestino fica mais preguiçoso e precisa de um estímulo para funcionar. Também é relevante aumentar o consumo de frutas e líquidos, uma vez que muitos possuem constipação. As fibras estão presentes em cereais integrais (trigo, arroz), frutas, hortaliças e sementes. 
 
Outro ponto favorável é a troca do sal na alimentação por temperos naturais, como ervas, especiarias que ajudam a diminuir o consumo do sódio na forma de prevenir a hipertensão arterial.
 
E por fim, um cuidado expressivo na alimentação deste grupo é o aumento da ingestão da vitamina B12, vitamina D e cálcio, pois é essencial para manter o sistema nervoso saudável e garantir uma boa saúde dos músculos e ossos, além de evitar o consumo dos “ladrões de cálcio”, como as bebidas alcoólicas, café, chá preto e refrigerantes.
 
Levando-se em consideração esses aspectos, é imprescindível que todos se conscientizem de que a orientação nutricional deve ser um dos componentes da atenção à saúde da pessoa idosa, uma vez que a alimentação saudável contribui para a promoção da saúde e para a prevenção de doenças.
 
Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alho: um poderoso fitoterápico
O que você não sabia sobre dietas restritivas
A importância do café da manhã para crianças e adolescentes
Como a alimentação pode auxiliar a minimizar os sintomas do tempo seco
O que são e como controlar os triglicerídeos?

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida