Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Cuidados com a alimentação na terceira idade

contatonutrifernanda@gmail.com

04 março 2018 - 23h02
As mudanças que o corpo sofre durante a terceira idade exigem uma alimentação diferente das outras fases da vida, pois o processo de envelhecimento vem acompanhado de uma série de mudanças na função hormonal, no metabolismo energético e na atividade diária, o que afeta a necessidade de nutrientes.
 
Nessa fase, olfato e paladar ficam progressivamente comprometidos. A produção de saliva também é reduzida e aparecem as dificuldades no processo de mastigação e deglutição, que causam impacto significativo na quantidade e qualidade da ingestão do alimento. Além disso, a presença de doenças crônicas pode levar a restrições dietéticas, que associadas ao uso de diversos medicamentos, reduzem o apetite ou interferem na absorção de vitaminas e minerais. 
 
Diversas pesquisas demonstram que existe uma deficiência de vitaminas e minerais em pessoas acima de 65 anos, que são atribuídas aos fatores socioeconômicos, às doenças, às alterações do modo de vida e aos hábitos alimentares
 
Então quais cuidados obter na alimentação do idoso? Um cuidado importante é incluir gorduras boas no dia a dia, pois previnem as doenças cardiovasculares e ainda garantem o fortalecimento do sistema nervoso central, beneficiando a memória e a concentração. Podem ser encontradas no azeite de oliva, abacate, nas oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas), sementes (linhaça, chia, gergelim), entre outros. 
 
Investir nas fibras alimentares também é essencial, na terceira idade o intestino fica mais preguiçoso e precisa de um estímulo para funcionar. Também é relevante aumentar o consumo de frutas e líquidos, uma vez que muitos possuem constipação. As fibras estão presentes em cereais integrais (trigo, arroz), frutas, hortaliças e sementes. 
 
Outro ponto favorável é a troca do sal na alimentação por temperos naturais, como ervas, especiarias que ajudam a diminuir o consumo do sódio na forma de prevenir a hipertensão arterial.
 
E por fim, um cuidado expressivo na alimentação deste grupo é o aumento da ingestão da vitamina B12, vitamina D e cálcio, pois é essencial para manter o sistema nervoso saudável e garantir uma boa saúde dos músculos e ossos, além de evitar o consumo dos “ladrões de cálcio”, como as bebidas alcoólicas, café, chá preto e refrigerantes.
 
Levando-se em consideração esses aspectos, é imprescindível que todos se conscientizem de que a orientação nutricional deve ser um dos componentes da atenção à saúde da pessoa idosa, uma vez que a alimentação saudável contribui para a promoção da saúde e para a prevenção de doenças.
 
Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Devo beber água durante o treino?
Desidratação é coisa séria
Parar de fumar predispõe ao ganho de peso?
Mitos já criados sobre a suplementação
Como escolher o queijo mais saudável?

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos
PONTA PORÃ
Mulher grávida é assassinada com 4 tiros na região de fronteira