Menu
Busca quarta, 12 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Como comer de forma saudável fora do lar?

E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

03 dezembro 2018 - 00h04

O número de pessoas que realizam suas refeições fora de casa vem crescendo significativamente nos últimos anos. Segundo pesquisas recentes, os brasileiros estão gastando pelo menos 30% de sua renda mensal com alimentação. Não é à toa, pois boa parte deles passa mais tempo no trabalho do que em casa.

Seja por falta de tempo ou preferência, uma coisa é certa, não é fácil manter o equilíbrio e saúde entre as refeições quando a maioria delas são realizadas na rua. Ainda que não seja fácil, com algumas estratégias simples é possível eliminar de vez aquela culpa de comer fora. 

Como? Veja as dicas a seguir:

O ideal é sempre realizar um bom café da manhã nutritivo para começar bem o dia. Frutas, laticínios, vitaminas ou sucos de frutas acompanhados por um sanduíche natural preparado com pão integral e ingredientes frescos é uma excelente combinação para essa refeição, assim é possível começar o dia sem abusar de alimentos industrializados, mesmo estando fora de casa.

Priorize um almoço leve, sem abusar, uma maneira de fugir das tentações dos self-services ou dos pratos à la carte, é optar por salada com seus ingredientes preferidos, acompanhada por uma opção de carne magra. Assim, você poderá ter um almoço balanceado e extremamente saboroso. Associe leguminosas com feijões e grão de bico a esta combinação. 

Sobremesas não são proibidas, agora, se assim como grande parte da população, você não resiste a um docinho depois das refeições, não se preocupe, sobremesas também são permitidas em uma alimentação focada na saúde, prefira as frutas e evite sorvetes e doces com chantilly, são bastante calóricos.

No mais saiba escolher alimentos saudáveis, pobres em gorduras, sal, açúcares e conservantes e ricos em vitaminas, fibras e minerais, além disso, observar se o local onde costuma se alimentar é seguro do ponto de vista higiênico-sanitário, previnem doenças e promovem a qualidade de vida. Com atitudes realistas e respeitando nossos padrões culturais e preferências individuais, podemos eliminar maus hábitos, ajustar a quantidade e melhorar a qualidade da alimentação garantindo assim a saúde e bem-estar.

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Embutidos e câncer
Como comer de forma saudável fora do lar?
Redes sociais podem ser gatilho para distúrbios alimentares na adolescência
Novembro Azul: a saúde do homem
Enxaqueca e Alimentação: tem alguma relação?

Mais Lidas

DOURADOS
Contador e esposa são presos na segunda fase da Operação Pregão
DOURADOS
Polícia prende acusado de agredir e esfaquear idosa em assalto
TRAGÉDIA
Neto matou avó com duas facadas nas costas
TRAGÉDIA EM ITAPORÃ
Antes de assassinato, menor discutiu com a avó porque queria vir para Dourados