Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

“Chapa esquenta” durante sessão e deputados têm debates acalorados na ALMS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

19 setembro 2019 - 00h04

Placar – Dois, dos três senadores sul-mato-grossenses se posicionaram favoráveis ao texto da minirreforma política que prevê a manutenção do fundo eleitoral para as eleições do ano que vem. 

Quem? - Nelsinho Trad (PSD) e Simone Tebet (MDB) disseram ‘sim’ à medida, enquanto Soraya Thronicke (PSL) foi contrária. O valor previsto para o fundo em 2020 é de R$ 1,7 bilhão, o mesmo de 2018.

Imbróglio – O projeto da minirreforma já havia sido aprovado pela Câmara e com as modificações feitas pelo Senado em boa parte do texto, retorna para os deputados federais e passou por uma nova avaliação. O prazo para a proposta ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) é 4 de outubro, um ano antes do primeiro turno do pleito municipal. 

Saúde – Com a saúde pública em Dourados agonizando, o Ministério Público Estadual vai colecionando denúncias e instaurando processos para buscar soluções. Um novo Inquérito Civil pretende agora apurar a ausência da prestação de serviços de Uretrocistografia - exame que utiliza raio-X para obtenção de imagens da uretra e bexiga - pelo SUS no município.

Reunião – Representantes da bancada sul-mato-grossense devem se reunir hoje no Ministério da Infraestrutura para tratar do desbloqueio de R$ 770 mil que seria destinado para estudos de análise de custo-benefício da Rota Bioceânica, rodovia que ligará o Brasil, através de Mato Grosso do Sul, ao Oceano Pacífico, na costa chilena.

Definido – Após deixar o PL e fazer mistério sobre o destino, a prefeita Délia Razuk já decidiu que se filiará ao PTB, mesma sigla do filho, deputado estadual Neno Razuk. A chefe do Executivo douradense é uma das presenças confirmadas à posse do ex-senador Delcídio do Amaral como novo presidente estadual da legenda, no sábado. 

Coronelismo – Ânimos exaltados durante a sessão de ontem na Assembleia Legislativa de MS. O presidente da Casa, deputado Paulo Corrêa (PSDB), foi chamado de ‘coronel’ pelo parlamentar de primeiro mandato, João Henrique Catan (PL), após a retirada de pauta do projeto do Tribunal de Contas do Estado, que trata sobre a ampliação de prazos do Refis aos municípios. 

Ainda quente – Autor de duas emendas na proposta, João Henrique se posicionou contra a atitude do presidente, que a pedido do próprio TCE, tirou o projeto de lei de votação e o arquivou. Corrêa chegou a solicitar ao colega de Casa a retirada do termo ‘coronelismo’ de sua fala, porém, o deputado do PL pediu desculpas pelas palavras fortes, mas se recusou a se redimir da insinuação. 

Cortes – Outro debate de sair faísca ocorreu entre os deputados Lídio Lopes (Patriota) e Felipe Orro (PSDB), após o projeto do tucano que prevê a proibição de cobrança de taxa na religação de energia e água em casos de corte por falta de pagamento, ser aprovado em primeira votação. A medida não havia passado na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), presidida por Lídio, que esbravejou durante a justificativa de Orro.  
  
Nortão – Todo o staff político do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se encontra hoje e amanhã em Rio Verde do Mato Grosso, onde acontece a segunda edição do projeto Governo Presente. Ao todo, 13 municípios serão recebidos pelo chefe do Executivo para tratar das demandas existentes à região Norte do Estado. O primeiro encontro do projeto foi na semana passada, em Três Lagoas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Relacionamento entre correligionários é cada vez pior
Sugestão de secretário pega mal dentro da prefeitura
Senadora volta a “ignorar” correligionários e mantém exposto racha no PSL de MS
Eleição para conselheiro tutelar tem tumulto e vereador hostilizado
Câmara deve voltar formação ‘quase original’ nos próximos dias

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida