Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Chá verde: ele pode fazer muito pela sua saúde

contatonutrifernanda@gmail.com

18 fevereiro 2018 - 23h02

O chá produzido a partir das folhas da planta Camellia sinensis é, depois da água, a bebida não alcoólica mais consumida no mundo. Sua planta é rica em flavonóides, catequinas e cafeína, substâncias que ajudam o organismo a gerar mais energia, caracterizando-as como termogênicas.

O chá ainda ajuda a aumentar a saciedade, a diminuir a fome e a melhorar o trabalho da insulina. Muitos estudos têm demonstrado que as catequinas presentes no chá verde podem exercer um papel benéfico em diversas doenças. Alguns estudos já apresentaram dados controversos, mas a maioria das pesquisas têm demonstrado resultados positivos em relação ao uso do chá verde, principalmente na ação benéfica dos flavonóides do chá sobre o risco cardiovascular. 

Além do mais, a literatura tem demonstrado constantemente o potencial papel do chá verde na modulação de processos antiinflamatórios, diminuição na atividade de células tumorais e na ação do controle do peso. Realmente ele pode fazer muito pela sua saúde!

Como consumir? A forma de preparo, tempo de infusão, acondicionamento e armazenamento influenciam na extração dos compostos do chá e devem ser observadas algumas recomendações, como: evitar utilizar chás acondicionados em sachês por ser desfavorável para a extração dos sólidos solúveis e compostos antioxidantes; pode ser armazenado por até 24 horas para consumo ao longo do dia; deve- -se utilizar 1 g da folha para cada 100 ml de água; no preparo, deve-se aquecer a água até pouco antes da ebulição e despejar as folhas de chá, deixando a infusão abafada por 3 a 5 minutos. O ideal é consumir de duas a quatro xícaras ao dia, sem adoçar.

Dessa forma, entende-se que o chá verde é realmente um grande aliado à saúde, porém a bebida não é indicada para todos. Um dos principais cuidados em relação a essas bebidas é a existência de cafeína em sua composição. A substância, também presente no café, pode aumentar a pressão arterial e causar problemas como taquicardia, dor de cabeça e náuseas. Como aceleram o metabolismo, esses chás não são indicados a pessoas com problemas cardíacos ou hipertensos. Também devem ser evitados por grávidas e lactantes. Indivíduos com deficiência de ferro no organismo também devem evitar essas bebidas, pois contêm tanino, substância que inibe a absorção do mineral.

Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alho: um poderoso fitoterápico
O que você não sabia sobre dietas restritivas
A importância do café da manhã para crianças e adolescentes
Como a alimentação pode auxiliar a minimizar os sintomas do tempo seco
O que são e como controlar os triglicerídeos?

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida