Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Bumlai é notificado por tributo federal em Dourados

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

21 outubro 2019 - 00h05

Pagode – A prefeitura de Dourados espera ‘faturar’ mais que os R$ 13 milhões desembolsado anteriormente pelo Banco do Brasil no novo processo licitatório da folha de pagamento do funcionalismo público municipal. O edital foi aberto na sexta-feira e as propostas podem ser entregues até o dia 31 de outubro.
 
Montante – A instituição bancária vencedora do certame vai atender a demanda e processar o pagamento de pouco mais de 7 mil servidores, que desde 2014 está a cargo do banco estatal.
 
Popularidade – Anda em baixa a popularidade da secretária Municipal de Saúde, Berenice Machado. Recentemente, em reunião do Conselho Municipal de Saúde, a titular da pasta foi bastante criticada por integrantes do grupo e chegou a deixar o encontro antes mesmo do fim.
 
Protestos – Na sexta, chegou-se a cogitar alguns protestos contra a secretária durante visita do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta ao município. Porém, nada disso aconteceu nas proximidades do CAM (Centro Administrativo Municipal).
 
Intimação – O pecuarista e empresário José Carlos Bumlai foi intimado através do Diário Oficial do Município de Dourados, para regularizar situação quanto ao ITR (Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural) cobrado pelo governo federal, porém, não especifica qual propriedade.  

Amigão – Bumlai foi o principal acionista da Usina São Fernando, em Dourados, e chegou a ser preso na Operação Lava-Jato em novembro de 2015 e condenado posteriormente. O empresário era conhecido pela proximidade com o ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva (PT), preso desde abril do ano passado na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR).
 
Tietaço -  A passagem de quase 2h do ministro Luiz Henrique Mandetta por Dourados na tarde de sexta-feira se tornou verdadeira festa de ‘clicks’ por parte de autoridades de municípios da região. Como fãs enlouquecidos pelos seus ídolos, a maioria fez questão de puxar o responsável pela Saúde do país para fotos e abraços.
 
Início – Diante de tanto alvoroço, a prefeita Délia Razuk chegou a pedir para sua assessoria avisar ao cerimonial que desse a ‘largada’ para o evento o mais rápido possível.
 
Cobrança – ‘Em casa’, o deputado estadual Neno Razuk (PTB) cobrou maior atenção por parte do governo federal à saúde pública de Dourados. Ao discursar à plateia na sexta, o parlamentar e filho da prefeita Délia Razuk, fez comparativos do valor per capita investido no setor no município (R$ 14,92), Três Lagoas (R$ 23,32) e Corumbá (R$ 39,35).
 
Revezamento – Com Idenor Machado (PSDB) participando da agenda do ministro no CAM (Centro Administrativo Municipal), coube a Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM), ficarem de fora do evento.

*Colaborou Vinicios Araújo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputados do PT e PSL votam juntos em MS
Novo bloco formado na Câmara já tem cinco vereadores
Escudeiro fiel, Marun diz que ainda tem falado com Temer
CPI que gerou polêmica pode ser instaurada ainda esta semana
Debutantes na AL e Congresso travam ‘arranca-rabo’ virtual

Mais Lidas

DOURADOS
Encontrado morto na PED dividia cela com 18 internos em ala comandada por facção
TRÂNSITO
Bêbado invade preferencial e deixa família ferida em Dourados
ENCOMENDADA
Quadrilha desarticulada tinha ordem de facção para roubar seis motos em Dourados
PURIFICAÇÃO
Preso, ex-secretário de Saúde é exonerado do cargo de coordenador do Samu