Menu
Busca quinta, 22 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
COLUNA

Saúde

Fernanda Viana

Alimentação saudável não é dieta

09 outubro 2017 - 00h01

Tem muita gente que acha que alimentação saudável é dieta, mas dieta é restrição alimentar, enquanto a alimentação saudável é a diversidade. Alimentação é mais que ingestão de nutrientes, ela diz respeito à ingestão de nutrientes, como também aos alimentos que contêm e fornecem os nutrientes, a como alimentos são combinados entre si e preparados, a características do modo de comer e às dimensões culturais e sociais.

Constantemente, a publicidade tende a enfatizar dietas com promessa de efeitos milagrosos no corpo e na saúde, induzindo modismos e padrões de comportamento alimentar não usuais que muitas vezes podem causar riscos à saúde. Algumas vezes, não se observa que as informações divulgadas pela mídia utilizam estratégias persuasivas para a compra de um produto ou adoção de uma “dieta” que não necessariamente é saudável. 

Essas “dietas da moda”, ao contrário da alimentação saudável, prometem redução de peso rápida e sem sacrifícios, são dissociadas dos diversos determinantes da saúde e da nutrição, e constituem padrões de comportamento alimentar não usuais. Seu sucesso é atribuído especialmente à motivação inicial das pessoas pelo contato com algo novo, além da promessa de resultados rápidos. Entretanto, a adesão à dieta é temporária, sendo usualmente abandonada em poucas semanas, uma vez que as mudanças propostas não condizem com os hábitos e o cotidiano do indivíduo. 

De forma geral, além de não possuírem embasamento científico, essas dietas criam expectativas irreais relacionadas à velocidade e à quantidade de peso perdida. E no mais, podem causar deficiências nutricionais e potenciais riscos à saúde, se conduzidas por um longo período. 

Contudo, uma alimentação saudável proporciona qualidade de vida, pois faz  organismo funcionar adequadamente respondendo a todas as funções e é uma das melhores formas de prevenção para qualquer doença. Mas, infelizmente muitos ainda se preocupam mais com a estética do que com a saúde e é onde está os maiores índices de desequilíbrio alimentar. Não adianta ter o corpo que deseja se o que você come não é tudo que seu corpo precisa para uma vida saudável, não é mesmo? E é aí que se forma a grande confusão: a alimentação saudável não está relacionada a nenhuma dieta e sim no fato de manter o peso ideal. Mas claro que, se você está acima do peso, é possível sim fazer uma reeducação alimentar sem deixar de lado a saúde.

No mais, a chave para um emagrecimento saudável, é fazer da reeducação alimentar um estilo de vida. Dietas costumam estipular prazo de validade e com a reeducação alimentar não é assim. Quando alguém inicia com o processo, o intuito não é somente emagrecer, e sim melhorar a qualidade de vida. A reeducação é um hábito que se cria na rotina e torna-se um estilo de vida a ser seguido. Pense nisso!


Especialização em Nutrição Esportiva, Terapia Nutricional, Nutrição Clínica e Fitoterapia - CRN3 27940. Escreve para o Dourados News. E-mail: contatonutrifernanda@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

Chá verde: ele pode fazer muito pela sua saúde
A importância da boa nutrição para aumentar a fertilidade
Dicas de como diminuir o sal nas refeições sem perder o sabor
Como escolher o verdadeiro açaí
Curiosidades sobre o glúten

Mais Lidas

DESAPARECIDA
Corpo encontrado no rio Dourados é de Débora Dias
ESTRELA PORÃ
Polícia fecha “boca” que abastecia região Oeste de Dourados
RESIDENCIAL ROMA
Criança fica ferida ao cair de prédio em Dourados
DOURADOS
Gaeco cumpre mandados em nova ação contra o tráfico