Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Agricultura Familiar troca de comando pela 4ª vez em dois anos e meio

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

22 maio 2019 - 00h04

Moral – Ela acabou na sessão da noite de segunda-feira com a atitude tomada pelos vereadores Junior Rodrigues (PR) e Jânio Miguel (PR), relator e presidente da comissão processante que investigava quebra de decoro parlamentar contra Idenor Machado (PSDB).

Perguntas – Diante do posicionamento dubio de ambos, é impossível não atrair pensamentos que questionam os motivos que levaram o parecer encaminhado à Câmara ser um e, o voto dado em plenário, outro. 

Silêncio – Também é de se estranhar o silêncio do próprio relator, que poderia ter usado 15 minutos na tribuna para justificar, ou tentar fazer isso, a sua mudança de voto. Porém, Junior Rodrigues preferiu tentar se explicar no momento do posicionamento, o que não foi permitido. 

Vitória – Ao fim das sessões especiais, a prefeita Délia Razuk (PR) sai fortalecida do embate e garante, quando a Justiça decidir, o retorno de três nomes fortes para compor a sua antes esfacelada base na Câmara de Dourados. 

Defesa – Não há de se negar que a defesa de Idenor Machado, feita pelo advogado Felipe Kazuo Azuma, foi digno de aplausos, mas, usa-la como justificativa por parte dos vereadores para mudança de opinião dentro de um julgamento político, como fizeram Jânio e Junior, isso é subestimar a inteligência de qualquer um. 

Cassação – Em meio a essa mudança de postura, Junior poderá ainda ter que encarar um processo de cassação nos próximos meses. O pedido protocolado na Câmara pela ex-vereadora e advogada, Virgínia Magrini, se baseia em relatórios da CGU (Controladoria-Geral da União) e apontam para um suposto favorecimento ao parlamentar na contratação, por parte da prefeitura, de empresa de lavanderia para prestar serviço à Funsaud. 

Constrangeu – Ficou claro também o constrangimento do presidente da Câmara, Alan Guedes (DEM), e o vice, Elias Ishy (PT), ao observarem imagens de dezembro de 2016, quando ambos parabenizavam Idenor pelo período em que esteve comandando a Casa de Leis, durante o julgamento do parlamentar.  

Troca – A prefeita Délia Razuk (PR) trocou ontem o comando da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar, porém, o cargo permanece ocupado por um interino. Sai Kallen Christiany Miranda Ferreira e assume o posto Alceu Junior Silva Bittencourt, nomeado na atual administração com o cargo de Assessor de Planejamento. 

Mais troca – A pasta em questão já passou pela mão de quatro pessoas nesses quase dois anos e meio de mandato da atual chefe do Executivo. Landmark Rios foi o primeiro, deixando o posto em fevereiro do ano passado para assumir a Assistência Social. Em seguida vieram Marcos Roberto Soares, Kellen e agora Junior Bittencourt. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Deputado ‘culpa’ PCCR por caos econômico em Dourados
Vereador “cola” em diretor durante evento para sondar decreto
Servidores fazem pressão por CPI na Funsaud
Quase um mês após pedido de demissão, Délia não encontra substituto para Upiran
“Fatiamento” de salário gera nova crise entre Délia e servidores

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos