Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Agricultura Familiar troca de comando pela 4ª vez em dois anos e meio

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

22 maio 2019 - 00h04

Moral – Ela acabou na sessão da noite de segunda-feira com a atitude tomada pelos vereadores Junior Rodrigues (PR) e Jânio Miguel (PR), relator e presidente da comissão processante que investigava quebra de decoro parlamentar contra Idenor Machado (PSDB).

Perguntas – Diante do posicionamento dubio de ambos, é impossível não atrair pensamentos que questionam os motivos que levaram o parecer encaminhado à Câmara ser um e, o voto dado em plenário, outro. 

Silêncio – Também é de se estranhar o silêncio do próprio relator, que poderia ter usado 15 minutos na tribuna para justificar, ou tentar fazer isso, a sua mudança de voto. Porém, Junior Rodrigues preferiu tentar se explicar no momento do posicionamento, o que não foi permitido. 

Vitória – Ao fim das sessões especiais, a prefeita Délia Razuk (PR) sai fortalecida do embate e garante, quando a Justiça decidir, o retorno de três nomes fortes para compor a sua antes esfacelada base na Câmara de Dourados. 

Defesa – Não há de se negar que a defesa de Idenor Machado, feita pelo advogado Felipe Kazuo Azuma, foi digno de aplausos, mas, usa-la como justificativa por parte dos vereadores para mudança de opinião dentro de um julgamento político, como fizeram Jânio e Junior, isso é subestimar a inteligência de qualquer um. 

Cassação – Em meio a essa mudança de postura, Junior poderá ainda ter que encarar um processo de cassação nos próximos meses. O pedido protocolado na Câmara pela ex-vereadora e advogada, Virgínia Magrini, se baseia em relatórios da CGU (Controladoria-Geral da União) e apontam para um suposto favorecimento ao parlamentar na contratação, por parte da prefeitura, de empresa de lavanderia para prestar serviço à Funsaud. 

Constrangeu – Ficou claro também o constrangimento do presidente da Câmara, Alan Guedes (DEM), e o vice, Elias Ishy (PT), ao observarem imagens de dezembro de 2016, quando ambos parabenizavam Idenor pelo período em que esteve comandando a Casa de Leis, durante o julgamento do parlamentar.  

Troca – A prefeita Délia Razuk (PR) trocou ontem o comando da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar, porém, o cargo permanece ocupado por um interino. Sai Kallen Christiany Miranda Ferreira e assume o posto Alceu Junior Silva Bittencourt, nomeado na atual administração com o cargo de Assessor de Planejamento. 

Mais troca – A pasta em questão já passou pela mão de quatro pessoas nesses quase dois anos e meio de mandato da atual chefe do Executivo. Landmark Rios foi o primeiro, deixando o posto em fevereiro do ano passado para assumir a Assistência Social. Em seguida vieram Marcos Roberto Soares, Kellen e agora Junior Bittencourt. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Temendo futuro, parlamentar pede ajuda a colegas
TAC obriga postos a doarem combustível em Dourados após aumento abusivo
Deputado diz que se aposenta após mandato: “já deixei a vida pública”
Conversas entre Moro e Dallagnol repercutem entre parlamentares de MS
Se acatada recomendação, novos julgamentos de vereadores já têm ordens definidas

Mais Lidas

POLÍCIA
Casal contratado para levar maconha até Campo Grande é preso em Dourados
FURTO
Jovem é preso enquanto furtava bicicleta dentro de residência em Dourados
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
POLÍCIA
Após cinco mortes em uma semana, órgãos realizam operação na reserva indígena de Dourados