17/07/2017 06h12

Sindicato vai ao MP por vagas em concurso


Adriano Moretto
 

Flintstones - O Sigo, sistema eletrônico utilizado para a confecção de ocorrências, parou de funcionar no final de semana e fez com que os trabalhos voltassem a idade da pedra, realizando os registros de forma manual. Recentemente o serviço foi suspenso por desacordo entre o governo e o desenvolvedor da ferramenta.

Parado - O problema também se estendeu a outros sites do governo do Estado como Detran, Polícia Militar, Secretaria de Saúde, Educação e o portal geral, utilizado para busca de informações. O fato já havia ocorrido na semana passada.

Acampamento - Policiais civis levantaram acampamento que já durava 40 dias em frente a Governadoria reivindicando reajuste salarial. A medida, conforme a categoria, é temporária.

Visita - O ministro da Justiça, Torquato Jardim, desembarca em Mato Grosso do Sul o próximo mês para conhecer a realidade das aldeias indígenas do Estado e tentar buscar soluções em relação aos conflitos por terras.

Miséria - Poderia também o ministro esticar a agenda até Dourados, junto com outros membros do governo, para ver a miséria a qual os moradores da Reserva local são obrigados a conviver.

Concursados - O Simted foi ao MPE (Ministério Público Estadual) protocolar documento envolvendo os professores da Rede Municipal de Ensino classificados no concurso público de provas e títulos. Enquanto o sindicato afirma que levantamento apontou 600 vagas puras, o Município alega ter 180. Uma reunião deve acontecer no mês que vem entre as partes.

Denúncia - A recomendação de arquivamento da denúncia de corrupção passiva contra o presidente Michel Temer (PMDB) será votada na Câmara dos Deputados no dia 2 de agosto, após o recesso parlamentar. A data foi escolhida depois de acordo entre os parlamentares.

Denúncia 2 - Na tarde de quinta-feira, dois deputados de Mato Grosso do Sul que faziam parte da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) analisando a denúncia, votaram favoráveis ao arquivamento, o 'cão de guarda' Carlos Marun (PMDB) e o tucano Elizeu Dionízio.

Guaicurus - Material divulgado pela prefeitura aponta que 92% da iluminação da avenida Guaicurus já está concluída, porém, o relato de muitos internautas ao Dourados News é de que é longo ainda os trechos no escuro na via que custou R$ 32 milhões aos cofres públicos do Estado.

Web - Frase que circula na web e tem muito com os dias de hoje: "Dependendo quem seja o próximo presidente, não teremos mais passagem da faixa presidencial, e sim de tornozeleira eletrônica".

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Envie seu Comentário