11/08/2017 6h00

"Puxadinho" vira alvo da Comissão de Saúde em Dourados


Adriano Moretto
 

Instrução - A 4ª Subseção da OAB-MS realiza ação hoje pela manhã na Praça Antônio João, em Dourados, no intuito de levar instrução à população. As atividades ocorrem entre 8h e 12h e faz parte das comemorações pelo Dia do Advogado. Cartilhas e informativos serão distribuídos gratuitamente.

Preferidos - Pesquisa Ipems para o governo de Mato Grosso do Sul divulgada ontem pelo jornal Correio do Estado mostra três nomes na preferência do eleitorado, o do ex-governador André Puccinelli (PMDB), o do atual, Reinaldo Azambuja (PSDB) e também o juiz federal Odilon Oliveira, que já acenou com a possibilidade de aposentadoria para entrar na política.

Números - Os números apresentados no levantamento realizado entre os dias 24 de julho e 3 de agosto de 2017, com 1.528 pessoas pesquisadas colocam Puccinelli na frente com 25,67% das intenções de votos, seguido por Odilon e Azambuja, com 22,47% e 21,83%, respectivamente. A margem de erro é de 2,51 pontos percentuais para mais ou para menos.

Outros números - Também foram lembrados na pesquisa o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa (PR) que pagou 17º salários aos professores, com 5,55%, deputado estadual Coronel Davi (PSC), 3,44%, o médico Ricardo Ayache (PSB), com 2,40%, e senador Pedro Chaves (PSC), com 1,06%.

Indecisos - A pesquisa Ipems verificou ainda que 17,61% dos eleitores estão indecisos ou têm intenção de anular, votar em branco ou em nenhum dos nomes citados. O levantamento foi realizada em 48 municípios sul-mato-grossense.

CPI - Integrantes da CPI que apura supostas irregularidades fiscais em concessão de incentivos à JBS por parte do governo do Estado estão tendo dificuldades em receber os documentos solicitados à empresa, porém, agendaram para iniciar na semana que vem a visita a frigoríficos em várias cidades onde existem as plantas.

Câncer - A Comissão de Higiene e Saúde da Câmara de Vereadores de Dourados avaliou como ‘preocupante’ as instalações do Hospital da Vida no atendimento a pacientes de câncer. O local foi improvisado para atendimento enquanto o Hospital da Cassems, vencedor do processo licitatório realizado no mês passado ainda vem se adequando para realização dos procedimentos.

Reunião - Na tarde de ontem, a Comissão recebeu integrantes da Secretaria de Saúde, Funsaud e corpo clínico do Hospital da Vida para debater as condições da unidade hospitalar no tratamento com câncer. As demandas devem ser levadas ao Ministério Público.

Parado - O que chama a atenção é o fato da prefeitura precisar construir uma espécie de ‘puxadinho’ para atendimento emergencial aos pacientes de câncer, enquanto o Hospital de Cirurgias Eletivas continua com as portas fechadas a espera de uma OS interessada em assumir o local, que nem deve voltar a funcionar esse ano.

Cedido - E próximo de completar um ano com as portas fechadas, o hospital poderia ser disponibilizado para esse tipo de atendimento. Seria uma forma do governo do Estado ajudar a população da região nessa questão. Fica a sugestão!

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

Envie seu Comentário