Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Nome de vereadora ganha força para prefeitura de Dourados após visita de ex-ministro a MS

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

27 dezembro 2019 - 00h04

Acúmulo – Moradores de cidades da região que visitavam o comércio de Dourados na véspera de Natal se espantaram com os sacos de lixo acumulados no canteiro central da avenida Marcelino Pires. Nos bairros, o fato também aconteceu e o serviço só voltou ao normal no fim da tarde do dia 24. A coleta dos resíduos estava parada desde o dia 20.

Dinheiro – Para evitar o que ocorreu no final de semana passado quando faltou dinheiro nos terminais de autoatendimento, as agências do Banco do Brasil poderiam deixar os caixas eletrônicos bem abastecidos, sem surpresas a seus clientes. 

Polêmica – O deputado federal Loester Trutis (PSL/MS) postou foto ao lado da mãe na rede social agradecendo o presente recebido dela: uma caixa de munições. O parlamentar é coordenador da frente armamentista e defensor da posse de arma de fogo à população. 

Saidinha – Dias antes, Trutis já havia ‘mandado recado’, também pela rede social, àqueles beneficiados com a ‘saidinha de Natal’. “Saidinha da cadeia? Pula aqui em casa, vou te mostrar um negócio rapidão”, escreveu, após postar foto onde um homem aparece em posse de uma pistola.   

Eleição – O nome da vereadora e ex-presidente da Câmara de Dourados, Daniela Hall, ganhou força dentro do PSD para uma possível disputa pela prefeitura local. A hipótese foi levantada em reunião ocorrida em Campo Grande na semana passada, no ato que contou com o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab. 

Mandato – Daniela é debutante no Legislativo douradense e, caso o nome venha a ganhar forma para entrar na disputa, teria hoje concorrentes de peso como a atual prefeita Délia Razuk (PTB), cada vez mais perto de confirmar a tentativa de reeleição e o deputado estadual Barbosinha (DEM), que já se autoproclamou pré-candidato ao cargo. 

Retorno – Após ter a cassação suspensa por liminar do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) no começo da semana, o prefeito de Brasilândia, Antônio de Pádua Thiago (MDB) já retornou ao mandato. 

Cassado – Antônio foi cassado dias antes pela Câmara local sob acusação de ter contratado empresa privada para prestar serviços em reforma de uma praça na cidade, porém, usando caminhões fornecidos pelo governo federal. O argumento da Casa era o “Decreto-Lei 201/67, que trata da omissão ou negligência na defesa de bens, rendas, direitos ou interesses do município sujeitos à administração e por procedimento incompatível com a dignidade e o decoro do cargo”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Magoado, deputado sai de grupo e se isola na AL
Falta de cuidados em três terrenos leva prefeitura ser multada pelo CCZ
Com caso em investigação, deputado elege culpados por suposto atentado
Antes de motim, MP abriu procedimento para acompanhar políticas públicas na Unei
Deputado “lança” colega à prefeitura em evento com ministra

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
DOURADOS
Bombeiro usou técnica de rapel para resgatar mulher em torre