Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221
COLUNA

Na Lata!

Adriano Moretto

Após tweet publicitado, Moro é cobrado por violência na fronteira

Comentários, críticas e sugestões: adrianomoretto.oliveira@gmail.com

14 fevereiro 2020 - 00h04

Arquivado – O Conselho do Ministério Público Estadual deliberou pelo arquivamento do procedimento preparatório que investigava suspeita de pagamento indevido de gratificação a um servidor por parte da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados) após as medidas tomadas para regulamentar a situação. 

Comissão – Polêmica, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga suspeita de irregularidades nas contas de energia dos sul-mato-grossenses recebeu o novo membro da equipe durante oitiva realizada na tarde de quarta-feira. O deputado Evander Vendramini (PP) assumiu o lugar de João Henrique Catan (PL), que deixou o posto na semana passada.

Encontro – O DEM realiza amanhã, às 8h30 na Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) encontro estadual da legenda que deve sacramentar a pré-candidatura do deputado estadual José Carlos Barbosa à prefeitura nas eleições de outubro próximo. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, é aguardada para o evento. 

Antecipada – A próxima semana terá duas sessões ordinárias na Câmara de Dourados. Por conta do ponto facultativo decretado pelo presidente da Casa, Alan Guedes (DEM), o encontro do dia 24, véspera de Carnaval, foi antecipado para 19 de fevereiro, no horário habitual, 18h30.

Sessões – Por falar em Câmara, já passou da hora dos vereadores analisarem a possibilidade de realizar mais de uma sessão por semana no município. Por conta das demandas existentes, o encontro acaba ficando longo e cansativo. Também seria interessante retomar as discussões para que o horário fosse alterado e retornasse para o período matutino. 

Investigação – Debate sobre o aumento no preço da gasolina e a manutenção dos valores do etanol após a diminuição do ICMS, ontem, na Assembleia, retomou o questionamento, desta vez com o deputado Lídio Lopes (Patriota), sobre suposta cartelização nos postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul. O fato gerou até CPI na Assembleia em 2015. 

Cobrança – Depois de ter a mensagem de apoio à polícia de MS no twitter publicitada por parte da classe política do Estado, o ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, foi cobrado na manhã de ontem por deputados estaduais para uma visita na região de fronteira entre Brasil e Paraguai. 

Mais cobrança – A chamada ao homem forte da segurança nacional se deu após a morte do jornalista Léo Veras, assassinado na noite de quarta-feira, em Pedro Juan Caballero. O profissional de imprensa era conhecido por denúncias contra o crime organizado na região. 

Pólvora – Figura ausente em boa parte de Mato Grosso do Sul nesses pouco mais de cinco anos de mandato, a senadora Simone Tebet (MDB) parece ter ‘descoberto a pólvora’ na quinta-feira, horas depois do assassinato do jornalista Léo Veras. Em material divulgado pela assessoria de imprensa, a parlamentar relata que é necessário maior investimento do governo na fronteira, assunto esse debatido há muito tempo pelo poder público, porém, ainda sem solução. 

Liderança – O G8, composto por deputados do PT, MDB, DEM e Patriotas, definiu ontem as lideranças do bloco para a sequência dos trabalhos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Cabo Almi (PT) e Eduardo Rocha serão os líderes do grupo que conta ainda com Pedro Kemp (PT), Lídio Lopes (Patriota), Barbosinha e Zé Teixeira (DEM), Márcio Fernandes e Renato Câmara (MDB). 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Braz ironiza suplentes por vaga na Câmara: “não adianta soltar rojão”
Disputa por vaga na Câmara faz Délia perder três secretários
Réu em processo e no grupo de risco do coronavírus, vereador é autorizado a se isolar em fazenda
Marçal deve ser candidato do governo à prefeitura e abrir brecha para 3º deputado do DEM na AL
Prefeitura não vai penalizar responsáveis por aglomeração em protesto

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira