Menu
Busca quinta, 22 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Leia "Mulheres lutam pela igualdade", por Waldir Guerra

14 janeiro 2013 - 11h17

A luta das mulheres pela conquista de igualdade com os homens nos direitos universais vai se intensificar daqui para frente.

Dessa vez o recrudescimento da luta foi em razão do estupro de uma jovem por um grupo de homens no interior de um trem na lendária Índia. Os protestos, claro, inicialmente foram apenas de movimentos femininos, mas de pronto tiveram a repercussão no mundo inteiro e teve o apoio incondicional nos países desenvolvidos.

A Primavera Árabe, movimento iniciado no norte da África, mais precisamente na Tunísia, derrubou grande parte das ditaduras familiares que dominavam aqueles países. Uma grande transformação está acontecendo nos países árabes, e não somente na África, mas em todo o Oriente Médio. As revoltas são para a conquista de governos democráticos e ainda continua em alguns países, como a Síria, onde a guerra civil ainda persiste e cada dia mais encarniçada.

Depois de os árabes conquistarem seus governos democráticos será a vez das mulheres árabes iniciarem sua luta pela igualdade de direitos com os homens. Essa será a grande transformação naqueles países, menos sangrenta que a Primavera Árabe, mas tão importante quanto.

Seja sincero e reconheça que você também fica deprimido quando vê uma mulher embrulhada em roupas escuras. Sim, porque não posso dizer vestida. O certo seria dizer, escondida, já que é esta a intenção dos homens que a obriga a isso quando ela está em público. Pode-se imaginar quanto esforço e quantos sacrifícios a mulher árabe terá que enfrentar para ter reconhecidos, também para ela, os direitos universais dos homens.

As indianas se anteciparam nessa revolta; elas se valeram de um crime, coisa que chega a ser usual naquele país, para deflagrar um protesto nacional. O mundo acompanha o desenrolar dessa luta das mulheres indianas e torce para que se transforme numa revolução e tenha reflexos mundiais, assim como aconteceu com a Primavera Árabe.

Com mais de um bilhão de habitantes, a Índia é o maior país democrático do mundo. E pelo seu tamanho e importância – economicamente está entre as dez maiores nações – essa revolução feminina influirá noutros países, especialmente os menos desenvolvidos.

Essa revolução começou longe, lá no outro lado da terra, na velha Índia, mas neste mundo globalizado, as redes sociais, através de Rádios, TVs, internet e celulares abreviarão em muito a longa luta como a que exigiu das mulheres ocidentais para alcançar a sua quase independência pessoal.

Para relembrar um pouco a luta da mulher brasileira: Foi no século XIX, ainda no governo imperial que foi reconhecida a necessidade de permitir a educação da população feminina. Somente em 1932 no governo de Getúlio Vargas que a mulher teve direito ao voto. Foi na década de 1950 que no Brasil se flexibilizou a licença marital para a mulher trabalhar fora de casa. E apenas em 2006 tivemos aprovada a lei “Maria da Penha” que aumentou o rigor das punições de agressões contra a mulher quando ocorridas no âmbito doméstico ou familiar.

Num mundo moderno onde a força bruta já não é fundamental para a sobrevivência, não se poderá mais permitir o uso dela, força bruta, para subjugar outro ser humano. Por isso, com toda razão, a luta das mulheres pela conquista da igualdade no gênero humano recrudesceu agora na Índia e será cada vez maior.





Waldir Guerra

* Membro da Academia Douradense de Letras; foi vereador, secretário do Estado e deputado federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Polícia apreende carretas com droga estimada em 5 toneladas
MS
Paciente deverá receber atendimento domiciliar pelo SUS
CAMPO GRANDE
Justiça concede tutela antecipada para que Estado deixe de realizar obra no Parque dos Poderes
BRASIL
Parecer da previdência dos militares será apresentado em setembro
DOURADOS
Igreja forma nova turma de músicos e apresenta concerto
COSTA RICA
Polícia encontra armas na casa de empresário suspeito de violência doméstica
ALERTA
Saúde confirma casos de sarampo em mais 7 estados
SANGUE FRIO
MPF recorre de sentença que absolveu dois acusados em uma das ações
LOMBADAS
Detran-MS negocia dívida e pede rescisão de contrato com empresa de radares no Estado
ECONOMIA
Dólar fecha em queda após início de nova atuação do BC no câmbio

Mais Lidas

BR-163
Pedaço de pneu na pista causou acidente com morte que envolveu quatro carretas
POLÍCIA
Travesti furta veículo e é presa em Dourados
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
CAARAPÓ
Ferido em acidente com morte na BR-163 é transferido para Dourados