Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

‘Lama Asfáltica’ muda cenário para eleições de 2016 e 2018

24 julho 2015 - 07h41

#Novos rumos

As mais recentes investidas da Polícia Federal, da Receita Federal e do Ministério Público Federal no combate à corrupção em Campo Grande, por mais que terminem sem que ninguém seja preso ou condenado, já terão causado algum estrago, a ponto de alterar o quadro político, com mudanças significativas nos rumos das duas próximas eleições.

....

#Pijama

A lama asfáltica em que se atolaram figuras proeminentes da política estadual, provavelmente, forçará mudanças de planos, antecipando, inclusive, a aposentadoria de político tido como imbatível nas urnas, tanto na disputa pela prefeitura da Capital, ano que vem, como na eleição para o governo do Estado, em 2018.

....

#Nuvem

Sempre dinâmica, a política é mesmo como nuvem. Até pouco tempo atrás, sem mandato e com a imagem prejudicada por conta de denúncias de corrupção e até processos correndo na Justiça, o ex-governador Zeca do PT volta à cena. Agora, com mandato federal e absolvido pela Justiça, resgata a condição de principal nome do seu partido para os embates futuros.

....

#Fênix

Eleito deputado federal mais votado da história de MS e inocentado das acusações que pesavam contra si, Zeca do PT passa a ser o possível grande adversário de Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2018, quando o tucano deverá tentar a reeleição. O petista passa a ocupar a condição até então reservada ao também ex-governador André Puccinelli (PMDB), hoje com a imagem enlameada pela operação federal na Capital.

....

#Prato cheio

Já em Dourados, as eleições de 2016 têm sido o prato do dia; todos os dias. Os principais partidos e suas lideranças só pensam na sucessão do prefeito Murilo Zauith (PSB). Antigos e novatos articulam, dia e noite, noite e dia, cada um buscando espalhar a melhor semente para garantir boa colheita e prato cheio quando a eleição chegar.

....

#Périplo

Pré-candidato a prefeito desde que terminou a eleição passada, o deputado federal Geraldo Resende (PMDB) não para. Experiente e persistente, corre para evitar o prejuízo de eventual isolamento. Já teria feito dezenas de contatos, com lideranças de grandes e pequenas legendas. Anseia amarrar logo compromissos que possibilitem a realização do sonho de ser prefeito da mais importante cidade do interior do Estado.

....

#Encontro

Esta semana, segundo consta, o deputado peemedebista teria procurado o pedetista Adão Parizotto, que a cada dia que passa se apega com mais gosto à ideia de disputar a prefeitura de Dourados. O resultado da conversa, que certamente foi sobre eleições municipais, ainda não se sabe. Por enquanto.

....

#Chapa

Falar em Parizotto, também esta semana surgiu especulação sobre possível composição tendo o pedetista candidato a prefeito e a vereadora Virgínia Magrini (PP) vice. O empresário, segundo ainda consta, quer emplacar seu nome como candidato de oposição; condição hoje bem desempenhada pela vereadora pepista.

....

#Velha guarda

Por outro lado, grupo político considerado da ‘velha guarda’ segue atento a tudo que acontece em terras de Marcelino Pires, consciente do grau de importância que carregam para uma disputa municipal, nomes como de Zé Elias Moreira, Braz Melo, Humberto Teixeira, Valdenir Machado e outros tantos já experimentados e que estão por aí, ‘vivinhos da silva’.

....

#Sob suspeita

Já estão com o Ministério Público Federal e a Receita Federal todos os contratos firmados entre o governo do Estado e a Gráfica Alvorada, empresa vencedora de milionárias licitações na gestão anterior, do ex-governador André Puccinelli (PMDB). Os contratos firmados durante os oito anos da gestão Puccinelli, serão alvo de auditoria dos órgãos.

....

#Aos 44...

Segundo foi amplamente divulgado, no ‘apagar das luzes’ do seu governo, no dia 31 de dezembro de 2014, André Puccinelli autorizou pagamento de R$ 13 milhões para a Gráfica Alvorada. O valor foi autorizado pela Secretaria Estadual de Educação, que já havia autorizado valores altos, de R$ 870 mil, para que a empresa fornecesse livros ao Governo. Na época, a contratação foi feita sem licitação. Em nota, o ex-governador diz que todas as compras e contratações de serviços no governo dele foram feitas com base na lei e com orientação jurídica.

....

Comentários, críticas e sugestões: cafeamargocoluna@gmail.com

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
CAMPO GRANDE
Jovem grávida é agredida, desmaia e acorda sendo estuprada
UNIGRAN
Jornada de Psicologia vai abordar trajetos e conquistas em 20 anos de história
MEIO AMBIENTE
Conciliação: danos ao Rio da Prata serão reparados por responsáveis
TRÊS LAGOAS
PMA realiza Educação Ambiental a 50 alunos de escola pública
JUDICIÁRIO
Maioria no STF vota para enquadrar homofobia como crime de racismo
DOURADOS
Servidora da UEMS lança livro sobre Letramento Digital nesta sexta
RIBAS DO RIO PARDO
Homem é preso e confessa que estuprava a sobrinha de 9 anos
SELEÇÃO
Marinha abre concurso para 90 vagas para o Corpo Auxiliar de Praças
JUSTIÇA
Integrante do PCC é condenado a 15 anos por esquartejar rival

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira