14/07/2017 09h31

O santo petista fora do altar


Manoel Afonso
 

ALÍVIO Com a sua aprovação pelo Senado Federal, a Lei dos Incentivos Fiscais nos Estados continuará em vigor por mais 15 anos. Neste cenário desigual, nosso Estadopoderá manter essas benesses para atrair empresas interessadas em investir aqui. O Governo Estadual está comemorando e com razão!

MÁFIA DO TAXI A fase de depoimentos na Câmara Municipal começa a desnudar as mazelas administrativas aos longos das gestões na capital. Há muita marmelada nesta história. Os vereadores já perceberam; a opinião pública está interessadíssima em saber como essa ‘ação entre amigos’ funcionava.

REPUTO esse assunto como um dos mais importantes tratados pela atual Câmara da capital. Tem muita gente conivente, com culpa no cartório que a Comissão Parlamentar de Inquérito deve desmascarar. Mas os vereadores precisam caminhar juntos para não enfraquecerem as investigações.

CAMBURÃO O caso ‘Lama Asfáltica’ não virou pizza. A Polícia Federal trabalha e recentemente recolheu Elza Cristina Araujo dos Santos – secretária de João Amorim para novos esclarecimentos. De origem humilde, ela mudou de hábitos e padrão de vida, tendo inclusive viajado para Dubai. Aí tem!

EM DÉBITO Até aqui o ex-governador André Puccinelli (PMDB) não veio a público para dar sua versão sobre o episódio que culminou com o uso temporário da tornozeleira por imposição da Polícia Federal. Essa postura contradiz com seu notório comportamento ativo ou desprendido. Estranho não?

DEMOCRACIA Nunca é demais lembrar de que os homens públicos tem sim o dever de prestar conta à opinião pública, que em tese seria a manifestação legítima e natural da população representada . E importa observar que essa obrigação é proporcional a envergadura do cargo ocupado.

1-NINGUÉM Nas pesquisas eleitorais não aparece um só nome de Dourados com potencial de votos; nem o ex-prefeito Murilo Zauith (PSB) tido como eventual pretendente ao Senado. Dourados continuará com representação política aquém de sua importância econômica? Lembra o time da Ponte Preta - apenas vice.

2-NINGUÉM Para alguns vereadores de Paranaíba que encontrei na Assembleia Legislativa, será difícil pinçar um candidato a deputado estadual que supere as velhas rivalidades locais. A terra que já deu um governador ( Marcelo Miranda) tende a se tornar paraíso dos candidatos ‘paraquedistas’.

SAUDADES No papo com vereadores de Nova Andradina na Assembleia Legislativa senti o vazio econômico e social com a venda do Frigorífico Independência para o JBS. O abate de até 1.200 bovinos dia, caiu para até menos 500 semanais. Todos elogiaram a postura e a figura do ‘cap’ Antonio Russo. É o registro.

ALELUIA! O fim do imposto sindical obrigatório vai desmamar muita gente. São 16.293 sindicatos no Brasil contra só 8 na Alemanha e 130 nos ‘States’. Somos a casa de 98% das ações trabalhistas no mundo. Em 2016 - 3 milhões de ações propostas. Sergio Longen (FIEMS) lembra: " o país ganhará com a Reforma Trabalhista."

JUSTIÇA seja feita; Temer foi mais competente do que Sarney, Fernando Henrique, Itamar, Lula e Dilma acabando com essa atrasada CLT e com a praga dos sindicatos. Só isso justificará sua passagem pelo Planalto. Saímos da Idade das Trevas Trabalhistas para a modernidade. Aleluia!

ACABOU a ‘Lotejutra’ (Loteria da Justiça do Trabalho) onde o empregado nada paga para propor ação, pode faltar a até 3 audiências e os honorários das periciais pagos pela União. Agora, se o empregado assinar a rescisão, não poderá depois questioná-la na Justiça Trabalhista. Fim do pesadelo.

DICA Lendo o manifesto dos ‘Lulólicos e Petólatras ’ em defesa de Lula, lembro do julgamento cruel, sanguinário dos opositores à Stálin , relatado na obra ‘As Origens do Totalitarismo’. Pelo visto nenhum dos nossos 4 deputados estaduais do PT leu esse livro. Portanto, recomendo.

SURREALISTA A era do ‘chantili’ é passado também no PT local. Pelo menos é o que retrata o episódio de demissão dos 8 funcionários do diretório regional neste início do mês. O pior; eles não teriam recebido seus direitos trabalhistas – aqueles mesmos que os petistas tanto defendem nos discursos.

INELEGÍVEIS Pela Lei da Ficha Limpa, o deputado estadual João Grandão (PT), condenado por fraude no TRF-1 Região a 11 anos e 10 meses ( regime inicialmente fechado) e o ex-governador Zeca do PT condenado no Tribunal de Justiça de MS na ‘Farra da Publicidade’ com os direitos políticos suspensos por 8 anos – não poderão se candidatar em 2018.

LULA Com 60% de rejeição nas pesquisas não terá vida fácil daqui pra frente. Pode perder espaço na esquerda para Ciro Gomes (PDT) ou Dilma travestida de vítima do golpe. Outros beneficiados - o governador paulista Alckmin (PSDB) ou o prefeito João Dória (PSDB) de São Paulo.

FIM DE LINHA A Lei é para todos. Lula imagina que o brasileiro seja idiota e que acredita nas sua versão de mera perseguição política. Ora! Ele nunca sabia de nada, nem mesmo das maracutaias comandadas por seus homens de confiança? Acabou o mito. Daí o desespero do líder petista.

DECEPÇÃO O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso perdeu a chance de manter a sua boa imagem com a tentativa de defender Lula. Com isso também conseguiu desgastar o PSDB nacionalmente, que aliás, mostra-se dúbio quanto a sua participação no Governo Federal. O PSDB sem rumo.

JAIR BOLSONARO Seu desempenho crescente nas pesquisas eleitorais é visto como consequência natural da desilusão e revolta pela conduta predatória da classe política. Precisa ser levado a sério como ocorreu na eleição vencida por Collor de Melo que começou lá embaixo nas pesquisas.

OLHO VIVO Tenho dito; "os tempos mudaram." Não há espaço para dúvidas ou deslizes. Exemplo atual é a decisão do Tribunal de Contas do Estado autorizando a prefeitura municipal da capital a retomar a licitação das obras de ‘tapa buracos’ só após as devidas correções no edital de licitação. Um recado a todos os prefeitos.

MUNICÍPIOS com instituto de previdência precisam se cuidar para manter o fundo suficiente para pagar as aposentadorias. O caso de Campo Grande é bem isso. Os ex-prefeitos Alcides Bernal (PP) e Gilmar Olarte deixaram um rombo de mais de R$100 milhões, pela falta de repasse mensal e uso indevido de dinheiro do fundo do Instituto.

ADMINISTRAR a previdência municipal exige competência e honestidade sem cabresto cego com o prefeito. Se o gestor aplicar errado o dinheiro ou permitir o desvio de sua utilização colocará em risco o futuro dos aposentados. Repito: o caso da capital é um exemplo amargo.

"Agora vou beber feito um condenado" ( na internet)

Envie seu Comentário