Menu
Busca quarta, 19 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

A Sociedade de Neon- A (im)paciência da paciência

07 julho 2015 - 07h22

Apressaram o mundo! E, como sabemos nesta sociedade de neon, paciência é o que quase ninguém mais tem.

Já aconteceu com todos nós sentirmos o peso de uma eternidade ao esperarmos o elevador chegar, o semáforo abrir ou o computador iniciar.

Milhares de pessoas confirmam que o e-mail está perdendo popularidade e que logo ficará ultrapassado. É comum enviarmos mensagens e não possuímos sequer à paciência para esperar algumas horas, nem mesmo minutos para receber uma resposta. Por isso, preferem usar mensagens instantâneas. E poucos tiram tempo para revisar o que escrevem. O resultado disso compreende uma infinidade de equívocas cartas e e-mails vão para destinatários errados ou contém erros gramaticais e ortográficos etc.

A loucura por resultados imediatos não se restringe ao mundo da comunicação digital. O presenciamos é que a falta de paciência também presente em outras áreas da vida.

Estamos acostumados a navegar freneticamente na internet, passando os olhos apenas nos títulos e entre títulos, com a ânsia de encontrarmos os pontos chaves e interessantes em um menor tempo possível.

Em contrapartida vamos alimentando uma impaciência somada á frustração, irritação e raiva gerando um estresse que tem sido chamado de assassino silencioso. Estudiosos acreditam que um fator de alta relevância é a tecnologia.

A tecnologia digital incluindo aparelhos como celulares, câmaras, e-mails e iPods, está mudando a vida das pessoas. Os resultados imediatos que essa tecnologia oferece têm aumentado nosso apetite por gratificação imediata em outras áreas da vida, mudando a cultura de um povo que hoje acredita que as coisas aconteçam:- “sem demora, sem erros e da maneira como queremos”. A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta. Paciência é nada mais do que um controle emocional equilibrado, que é adquirido ao longo do tempo e consiste basicamente na tolerância de erros ou fatos indesejados. É ter a capacidade de persistir nessa virtude difícil que requer suportar incômodos e dificuldades de todos os tipos, a qualquer hora ou em qualquer lugar.

A tolerância e a paciência são fontes de apoio seguros nos quais podemos confiar. Ser paciente é ser educado, ser humanizado e saber agir com calma. Nos dias atuais essa virtude tornou-se tão rara que por muito pouco o cavalheiro, o bem comportado executivo se transforma numa pessoa que solta berros e palavrões.

Fruto dos tempos líquidos, ou melhor, dizendo tempos pós-modernos esse estresse crônico, de veneno que mata lentamente, consequentemente prejudicando a saúde das pessoas, prejudica em igual proporção a sociedade. Uma vez que essa impaciência da paciência contribui com a proliferação da barbárie da prática intolerante e racista que ora assustados vivenciamos. Seres embrutecidos de si mesmo com pressa não percebem o compasso lento/rápido das mudanças e não mudanças sociais.

Graduação em História, Especialização em Historia do Brasil e Mestre em Historia. – Agora Colunista do Jornal Dourados News.*


Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Candidato do PSOL ao governo diz que pretende encarar o crime organizado com tecnologia
NOVA ANDRADINA
Menor é detida após bater na mãe por não querer estudar
NEGÓCIOS
Sesi continua com inscrições abertas para credenciamento de prestadores de serviços
CONCURSO
Diário Oficial traz resultado preliminar da Prova de Digitação do concurso da Polícia Civil
SHOW
Dourados recebe Zé Ramalho dia 19 de outubro
JUSTIÇA
TJ considera Lei que proibia Uber inconstitucional e transporte se torna legal em Dourados
ESPORTE
STJD rejeita pedido do Palmeiras para impugnar final do Paulistão
DOURADOS
Quase 70% das compras do Dia das Crianças vão ocorrer na semana da comemoração
FAMOSOS
Nasce segundo filho de Wesley Safadão e Thyane Dantas
LIBERTADORES
Cruzeiro encara o Boca hoje na Bombonera

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso encontrado morto na pedreira foi vítima de latrocínio
MS-164
Trio é flagrado com mais de 1t de maconha no Copo Sujo
DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Homem esfaqueado pelo filho morre no Hospital da Vida