Menu
Busca Quinta, 23 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221
Sertão - Novembro 2017
JUSTIÇA

Liminar derruba limitação de idade em concurso para delegado

17 Julho 2017 - 07h29

O juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande concedeu liminar, em ação proposta pelo Ministério Público contra o Estado de Mato Grosso do Sul, para que sejam prorrogadas as inscrições por mais cinco dias do concurso em andamento para o cargo de delegado de polícia.

A decisão visa corrigir dois pontos no edital: derruba a limitação etária para que pessoas com mais de 45 anos possam se inscrever, além de permitir que pessoas necessitadas de outros estados, solicitem a inscrição como isentos. A liminar também determina a devolução do valor da taxa de inscrição que, por ventura, tenha sido pago pelos candidatos que fariam jus à isenção.

O Ministério Público pretende a modificação de algumas especificações contidas em concurso público para o cargo de delegado de polícia que está em andamento, com prova prevista para o dia 20 de agosto de 2017. Especificamente, a gratuidade para os necessitados que moram fora de Mato Grosso do Sul, a limitação etária aos 45 anos de idade, além do estabelecimento de critérios claros para a análise dos eventuais recursos pela reprovação em exames físicos.

Sobre o primeiro ponto,o juiz titular da vara, David de Oliveira Gomes Filho, observa que as informações contidas no edital podem gerar a falsa impressão de que a gratuidade lá prevista alcança apenas o candidato que reside em Mato Grosso do Sul. Neste ponto, caso pessoas que necessitem e sejam residentes em outros estados tenham pago a inscrição, diante da falsa impressão ou deixado de se inscrever por isso, o juiz decretou que esse direito deve ser reconhecido.

Do mesmo modo, o juiz concedeu a liminar com relação à limitação etária de 45 anos, pois, em seu entendimento, o motivo da limitação deve ser facilmente identificado. Para tal, usou o exemplo da especificação de mulheres para o cargo de carcereira de presídio feminino, sendo natural a admissão apenas de mulheres para o cargo.

"No entanto, no caso, é prudente permitir-se que os maiores de 45 anos possam concorrer com os demais, pois, havendo testes físicos e médicos a demonstrar a condição biológica do candidato, a idade da certidão de nascimento de cada um perde relevância".

O juiz rejeitou o pedido liminar em relação ao último item questionado pelo MP, sob o argumento de que o Estado já se manifestou no edital de forma satisfatória, não havendo reparos a fazer.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUA DE MEL
Atleta do nado curte dia de sol nas Maldivas
DOURADOS
Prefeita recebe Udam e destaca trabalho conjunto com presidentes de bairros
ASSEMBLEIA
Executivo envia três projetos à Casa de Leis nesta quarta-feira
FUTSAL
Presidente Vargas é campeão do Estadual feminino
BRASIL
CCJ dá início à tramitação da PEC que acaba com foro privilegiado
SAÚDE
"Ônibus da Saúde" leva atendimento oncológico até Fátima do Sul no próximo sábado
EDUCAÇÃO FÍSICA
Participantes do Desafio 15 Dias do Jorjão perderam 332 quilos
ECONOMIA
Dólar cai e volta a R$ 3,23 com exterior e à espera de reforma da Previdência
DOURADOS
Délia recebe entidades conveniadas e garante manter parcerias
DOURADOS
Termina amanhã as inscrições para residências no HU

Mais Lidas

CANAÃ I
Homem é preso com mais de 100 porções de pasta base
DOURADOS
Jovem é preso em nova fase de operação contra pedofilia
IVINHEMA
Fim do casamento faz ex divulgar fotos íntimas por whatsapp
JARDIM CLÍMAX
Mulher é presa suspeita de vender catuaba a menores