15/05/2012 08h12

CNJ investiga bens de 5 desembargadores de Mato Grosso do Sul

 

Folha

Cinco desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul são alvo de investigação do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) sob suspeita de possuir patrimônio incompatível com a renda.

Segundo reportagem da Folha de São Paulo, em 2011, o CNJ abriu sindicância sigilosa sobre a evolução patrimonial dos magistrados Claudionor Abss Duarte, Paulo Alfeu Puccinelli, João Carlos Brandes Garcia, Joenildo de Souza Chaves e Marilza Lúcia Fortes, incluindo parentes deles.

A portaria da ministra Eliana Calmon, que é corregedora do CNJ, determinou ação fiscal para apurar eventuais "gastos ou investimentos incompatíveis com os rendimentos declarados".

Foram pedidas informações à Receita Federal, Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), Detran, cartórios de imóveis, Banco Central e Polícia Federal.

Claudionor Duarte, Joenildo Chaves, João Carlos Garcia e Marilza Fortes dizem desconhecer a sindicância. Puccinelli não se manifestou.

(16) Comentários

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Unico remedio para corrupçao nesse pais," PENA DE MORTE", execuçao em praça publica, com transmissoes em ambito nacional e internacional,deve se aplicar a CF,todos sao inocentes ate que se prove ao contrario,e culpado,execuçao,e a familia deveria pagar para os executores e a muniçao.
Corrupçao é um crime gravissimo,pois roubam dinheiro de todos as entidades, o da saude o pior, grave porque enquanto estao metendo a mao no dinheiro publico, milhares de pessoas estao morrendo nos hospitais, porque nao tem condiçoes, por roubarem dinheiro que seria para tal finalidade, muitas mortes, enquanto os camaradas na boa, wiske importado, vinho importado,jatinhos,fazendas, a exemplo dos Desembargadores do RS,quase 20 milhoes do dinheiro alheio foi embolsado,quanta benfeitoria isso nao daria pra fazer????????

 
aldo em 16 de maio de 2012 às 10:43

Sabe da onde vem o problema? Lá de cima ... isso nunca vai acabar ... todos os três poderes de nosso pais (Executivo, Legislativo e Judiciário) são assim e infelizmente, na minha opnião, sempre serão.
Os grandes trabalhando pouco e ganhando dinheiro de seus salários + dinheiro sujo e
os pequenos ganhando pouco p/ trabalharem um dia inteiro, a vida toda, p/ tentarem ter uma vida digna. Infelizmente a moral não existe neste país.
Aqui é um lugar onde a população se revolta durante 2 semanas, mas depois ninguém mais lembra ou quando lembra acha graça.
Temos inumeros casos em nossa cidade onde ocorreram roubos, espancamentos, mortes no trânsito, homicídios, estupros e etc. A população ficou revoltada, saiu na internet, saiu nos jornais, mas depois de 1 mês ninguém mais dava a mínima p/ o que tinha acontecido.
E infelizmente vejo que isso não irá melhorar, pois olhando essa nova geração, vejo jovens que só pensam em dinheiro, carros, bebidas, cada vez mais.
O Brasil pode fazer mil anos (2500), mas sempre será um país de mentalidade de 200 anos.

 
Alex em 16 de maio de 2012 às 10:09

Tá faltando mais nomes aí nessa relação...penso que é só início pois quando mais se avançarem nas investigações, por certo, a lista lá do TJ será completa. Vai vendo !!!

 
José em 16 de maio de 2012 às 09:02

Fizeram parte dos que contestaram o que a procuradora e corregedora da Justiça Eliane Calmon falou, dos bandas podres do judiciário, as respostas a nível de estado e local está aí, com a liberação dos que roubaram Dourados e desviaram verbas que seria para beneficiar a população, mas infelizmente com essa e mais o Marçal candidato tudo voltará como antes, os desvios continuarão as falcatruas idem, só que agora bem fatiado, onde ninguém vai gritar, a não ser aqueles que não se calam perante as desvairação de certos políticos e eleitores chubolas.

 
Cassemiro Arce em 16 de maio de 2012 às 07:35

Priscila disse tudo.....ladrão que julga ladrão, ninguem vai preso não.....para essa cambada de pilantras só Deus levando embora uma hora dessas...por isso somos iguais....um dia acaba a vida de todos.....Quando este estado vai começar a progredir???quando não é frigorifico é laticínio, abatedouro de frangos, todos ganham de graça tudo neste estado e depois colocam laranjas como donos.....e depois vão ser julgados por estes desembargadores......vamos evoluir gente....vamos acordar....não adianta puxar saco de bandido....e voce continua comprando carro destes envolvidos????então voce é igual a eles....

 
Takahiro Ota Imadat em 15 de maio de 2012 às 20:16

Por isso q eu falo, tem q começar a matar...

 
Christiano em 15 de maio de 2012 às 18:08

E os funcionários do judiciários que trabalham realmente, não recebem aumento, ´so de serviço.

E no final vai alguém preso? ou vai devolver se por ventura provar que receberam indevidamente?

No máximo um troféu, aposentadoria compulsória com todos os vencimentos, esse é a punição do grandes.

Por isso que cobrem e acorbertam todos os mal feitos de politicos bandidos no Estado, o Profeta
Ary Rigo contou como funciona o esquema, "eles " são pagos para não colocar os canalhas na cadeia.

Que vergonha, isso envergonha o Judiciário de MS, que é composto por funcionários dignos e trabalhadores.

 
Jé Mané em 15 de maio de 2012 às 16:11

Logo logo vai acabar a mamata de alguns poucos advogados de Dourados que por mais simples que seja ação, cobram os olhos da cara, garantindo o resultado junto ao TJ.

 
Animal Jurídico em 15 de maio de 2012 às 16:00

Todos eles são farinha do mesmo saco....Q vergonha nacional para o estado de Mato Grosso do Sul.

 
Marildo em 15 de maio de 2012 às 15:52

Sabe-se de maneira pública que o Desembargador Claudionor fez viagens ao Uruguai...

 
Animal Jurídico em 15 de maio de 2012 às 13:35

o profeta ARY RIGO,ja dizia que o tribunal de mato grosso do sul,levava alguns valores ,que eles mandava prender e soltar com acordo dos desembargadores.

 
eder em 15 de maio de 2012 às 11:58

Enfim um avanço

 
Gleilson em 15 de maio de 2012 às 11:49

É não vai para Oliveira...Mais uma coisa que eu é OBRIGAÇÃO, tendo em vista a Constituição Federal é a OAB/MS acompanhar e ajudar o CNJ. Mais isso também não irá acontecer pois o Presidente Dr, Leonardo Duarte, é filho do Desembargador investigado Dr. Claudionor Abss Duarte que LINDO NÉ LEONARDO E CLAUDIONOR.
E só para finalizar o Dr. CLAUDIONOR foi quem julgou o processo da FAMÍLIA UEMURA e todos sabemos o que aconteceu e como aconteceu

 
Priscila Frantz em 15 de maio de 2012 às 11:45

Se apertar, nesse mato sai coelho!!!!!!!!

 
Tarantini em 15 de maio de 2012 às 11:35

Tinha que fazer uma varredura no judiciario Roubadense, pois lá tambem a coisa é feia!!!!! se gritar pega ladrão, vai faltar cadeia pra por tanta gente!!

 
Carlos em 15 de maio de 2012 às 09:58

Com certeza, a julgar pelos nomes acima citados, ai tem coisa; mas dúvido que isto vai em frente............

 
Oliveira em 15 de maio de 2012 às 09:40