Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905
MS

Produtores projetam quase 10 milhões de toneladas de soja, mas clima preocupa

07 outubro 2019 - 08h13Por André Bento

O setor produtivo sul-mato-grossense espera produzir quase 10 milhões de toneladas de soja na safra 2019/2020. No entanto, a falta de chuva em diversas regiões do Estado, que tem atrasado o plantio de parte dos 3,163 milhões de hectares previstos para a cultura, ainda deixa produtores apreensivos.

Isso é o que revela a Circular 327/2019 da Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul). Nas regiões Centro-Norte e Sul, produtores entrevistados disseram que “apesar do otimismo em relação à safra, há uma apreensão em relação ao clima”.

“Os produtores estão no aguardo da regularização das chuvas para iniciar o plantio da safra”, acrescenta o levantamento, realizado ainda em setembro. O plantio está liberado em Mato Grosso do Sul desde o dia 16 passado, quando acabou o Vazio Sanitário.

A Famasul estima uma área plantada de 3,163 milhões de hectares, com produção aproximada de 9,906 milhões de toneladas e produtividade média de 52,19 sacas por hectare.

“Em comparação aos dados da safra anterior (2018/2019), estima-se até o momento, aumento de área plantada em aproximadamente 6,18%, passando de 2,979 milhões para 3,163 milhões de hectares. Para tanto, é esperado um aumento de 12,57% em relação à expectativa do volume de produção de grãos (de 8,800 milhões de toneladas na safra 2018/2019 para 9,906 milhões de toneladas na safra 2019/2020). A produtividade para a próxima safra está estimada em 52,19 sc/há”, detalha.

Nos municípios da região Sul, Itaporã, Douradina, Dourados, Deodápolis, Vicentina, Fátima do Sul, Caarapó, Laguna Carapã, Aral Moreira, Juti, Naviraí, Taquarussu, Amambaí e Coronel Sapucaia, os pesquisadores apuraram precipitações pluviométricas entre os dias 23/09 e 27/09 nas propriedades visitadas, com média acumulada de 12 mm no município de Laguna Carapã, 10 mm em Amambai, 12 mm em Ponta Porã, 8 mm em Aral Moreira e 5 mm em Coronel Sapucaia.

De 3 a 26 de setembro, os pesquisadores da Famasul entrevistaram 53 produtores na região, e de acordo com relatos deles, “apesar do otimismo em relação à safra, há uma apreensão em relação ao clima”, já que “estão no aguardo da regularização das chuvas para iniciar o plantio da safra”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher