Menu
Busca terça, 28 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
RURAL

Perspectiva da Conab prevê aumento na produção dos quatro principais grãos do país até 2020

21 agosto 2019 - 13h05Por Da Redação, com Conab

O estudo de Perspectivas para a Agropecuária da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revela que, apesar da queda de rentabilidade das culturas, a safra de grãos brasileira, considerando os quatro principais produtos, deve aumentar em 3,6% até 2020. O trabalho foi apresentado pelo diretor de Política Agrícola e Informações da Companhia, Guilherme Bastos, durante o Seminário Conjuntura da Economia Agrícola, realizado na terça-feira (20), no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A palestra mostrou quatro commodities – milho, soja, arroz e algodão – que estão no espectro dos grãos analisados neste projeto, que inclui também carnes, feijão e lácteos.

No caso do milho, dependendo dos problemas na safra americana, mostra-se que o país poderá ter números recordes de exportação. “Já quanto aos números da safra, nas perspectivas atuais, estamos prevendo um aumento de área de 1 milhão de hectares, que deverá levar a 18,3 milhões de hectares plantados, com produtividade menor (-321 kg/ha) e redução de 38 mil toneladas na produção total, que deve fechar em 99,2 milhões de toneladas na previsão para 2020”, explica o diretor Guilherme Bastos. “Há também a expectativa de aumento de 2% na demanda interna de milho para uso na ração animal”.

Já para a soja, o estudo mostra um crescimento de área de 1,7% até 2020, que é menor em comparação com anos anteriores. A produtividade deve crescer em torno de 140kg/ha e com isso espera-se um aumento de 7 milhões de toneladas na produção. “A expectativa é que os preços do mercado futuro tenham recuperação, graças à redução da área plantada nos EUA, alcançando 937cents/bu”, explica o diretor. “Os números representam uma melhora na remuneração ao produtor, embora não alcancem os patamares de anos anteriores”.

Em relação ao quadro de oferta e demanda da safa 2019/20, as perspectivas estimam um estoque final de 2,8 milhões de toneladas de soja, com um consumo de 48 milhões e exportação de 72 milhões de toneladas. “Temos a possibilidade de enfrentar problemas no estoques de passagem, que não serão adequados para atender uma demanda internacional muito forte”, ressalta o diretor. “Mas o Brasil deve consagrar-se como líder mundial na produção de soja, salvo algum problema climático, com produção em torno de 122,1 milhões de toneladas, ultrapassando os EUA”.

Para o arroz está previsto uma redução de área de 19 mil hectares, o que levará a uma área plantada de 1,6 milhão de hectares, ainda concentrada na região Sul. O destaque nessa commoditie, segundo o estudo, é a produtividade, que vem crescendo com a migração para áreas irrigadas e uso de mais tecnologias. Com isso, a safra de arroz deverá ser de aproximadamente 10,7 milhões de toneladas.

Na contramão dos demais produtos, o algodão poderá sofrer uma redução de 6% de área e quase 7% na produção devido ao aumento dos estoque e redução dos preços internacionais. Com isso, a previsão é que a safra seja de 2,5 milhões de toneladas com uma área plantada de 1,5 milhão de hectares.

Nas perspectivas agrícolas apresentadas pela Conab, outros temas foram tratados, como os cenários relativos à macroeconomia e à geopolítica no contexto da agricultura, infraestrutura, mercado e custos de produção das commodities.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Jovem de 23 anos morre em acidente de motocicleta em Campo Grande
SAÚDE
Ministério da Agricultura identifica mais 10 lotes de cerveja contaminada
CAMPO GRANDE
Após 4 horas, suspeito de roubar caminhonete é preso em matagal
ESPORTE
Corrida de rua abre inscrições para prova com percurso de 30 km
CHAPADÃO DO SUL
Suspeita de matar menina de 13 anos é transferida para Capital
ECONOMIA
Dispensa de alvará beneficiará 10,3 milhões de empresas de baixo risco
CHAPADÃO DO SUL
Homem é preso com pornografia infantil, paga fiança e é solto
DOURADOS
Matrículas dos veteranos da UFGD começarão na próxima sexta-feira
TRÊS LAGOAS
Homem furta celular, pede R$ 50 para devolver e acaba preso
ALERTA
Brasil monitora casos suspeitos de coronavírus em MG, RS e PR

Mais Lidas

VÍDEO
Ventania derruba árvores e destelha casas na região sul de Dourados
REGIÃO
Condutor de caminhonete é preso após atingir sete veículos estacionados
IVINHEMA
Confusão em posto termina com um morto e outro ferido por PM de folga
DOURADOS
Mulher deixa carro com chave na ignição e tem surpresa 15 horas depois